Decisão do Google pode trazer prejuízo bilionário para redes sociais

 

publicidade
Após Apple, Google vai mudar regras para a privacidade
Imagem: Divulgação | Google

O Google deve lançar uma versão beta para desenvolvedores do sistema operacional Android, até o final de 2022, capaz de combinar soluções de publicidade mais eficazes para as empresas com maior proteção à privacidade dos usuários. O anúncio chega após as críticas que a Apple vem sofrendo por parte das redes sociais por restringir o compartilhamento de dados de clientes do sistema iOS. 

A Meta, dona do Facebook, culpou a fabricante pelo prejuízo estimado em US$ 10 bilhões (o equivalente a R$ 53 bilhões na cotação atual) em 2022. Em abril do ano passado, a Apple mudou a sua política de privacidade para permitir que os usuários do iPhone tivessem a opção de escolher quais aplicativos poderiam ter a permissão para rastrear seus comportamentos.

publicidade

Reduzir o compartilhamento de dados dos usuários com aplicativos, feito hoje através do Advertising ID, e eliminar esse dispositivo que anunciantes utilizam para saber o que mostrar a cada usuário de acordo com as últimas pesquisas feitas na internet é um comprometimento do Google. Contudo, esse dispositivo ainda receberá manutenção por cerca de dois anos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em vez de fazer uso do Advertising ID, a empresa sugere que os anúncios sejam feitos com base em pesquisas recentes do usuário, como o Chrome, navegador do Google, com a ferramenta “Topics”. Mas, no momento, a empresa não forneceu mais detalhes de como isso será implantado.

Facebook critica medidas da Apple, mas elogia Google

A Apple não foi diretamente mencionada mas, o Google também afirmou no comunicado que “outras plataformas adotaram uma abordagem diferente à privacidade dos anúncios, restringindo sem rodeios as tecnologias existentes usadas por desenvolvedores e anunciantes”.

publicidade
Após Apple, Google vai mudar regras para a privacidade
Imagem: Unspash

“O Google, como maior plataforma de publicidade do mundo hoje, sabe que não pode dar um tiro no pé. O que eles estão fazendo é um movimento de transição, conversando com o desenvolvedor. No fim das contas, vão encontrar uma solução. Mas a publicidade vai passar por um momento de adequação por meio das plataformas. Acho que vai acontecer novamente uma concentração da mídia programática, mas em prol de privacidade”, analisa Leonardo Brossa, sócio da agência Quintal, em entrevista ao jornal O Globo.

Na Apple, a Transparência de Rastreamento de Aplicativos (ATT) forneceu ao sistema operacional iOS 14.5 um recurso que permite aos usuários decidirem se permitem ou não serem rastreados por aplicativos e serviços. Essa mudança impactou a publicidade de diversas maneiras. 

No entanto, a Meta apoiou dessa vez a maneira como o Google planeja implementar seus ajustes de privacidade. 

publicidade

“Encorajador ver essa abordagem colaborativa de longo prazo para a publicidade personalizada de proteção à privacidade do Google”, postou Graham Mudd, vice-presidente de marketing de produtos, anúncios e negócios do Facebook no Twitter. “Esperamos continuar trabalhando com eles e com a indústria em tecnologia de aprimoramento de privacidade por meio de grupos do setor”.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar