OMS faz alerta “muito urgente” sobre surto de doença contagiosa

Autoridades indonésias confirmaram no início desta semana pelo menos três óbitos de crianças por causa de uma hepatite aguda desconhecida. A OMS (Organização Mundial da Saúde) já notificou que está dando prioridade máxima para o caso e alerta sobre o surto dessas infecções, consideradas “muito urgente”.

publicidade
alerta sobre surto
Surto de hepatite aguda, vigilância redobrada no Europa (Imagem: Reprodução / caxias.rs)

Os sintomas que levaram os pacientes a óbito nas últimas duas semanas foram náuseas, vômitos, diarreia, icterícia, febre e convulsões. A doença já foi registrada em cerca de 20 países e os casos mencionados acima ocorreram em Jacarta, o centro da economia, cultura e política da Indonésia.

“É muito urgente e estamos dando prioridade absoluta a isso e trabalhando muito de perto com o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças na gestão e coordenação“, disse o diretor de emergências de saúde da OMS na região europeia, Gerald Rockenschaub

publicidade

Alerta sobre surto começou no início de abril

O Reino Unido foi o primeiro a registrar casos do tipo envolvendo crianças com menos de 10 anos e sem registro de doenças anteriores. Mas, logo após, a OMS começou a receber relatos parecidos da Espanha, Israel, Dinamarca, Itália, e até dos Estados Unidos, entre outros países.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Os pacientes, em sua maioria no continente europeu, são da faixa etária de um mês até 16 anos e geralmente não apresentam sintomas como febre e nem vestígios dos vírus normalmente associados a doenças como hepatite A, B, C, D e E.

O surto foi anunciado pela OMS no dia 15 de abril e até agora continua com o status de “origem desconhecida”. Acredita-se que a doença esteja sendo transmitida pelo ar ou contato físico e sua agressividade é tanta que em 10% dos casos é necessário um transplante de fígado.

publicidade

Combate

As autoridades de saúde europeias estão em estado de alerta para os casos de hepatite aguda em crianças desde os primeiros registros e embora possa se tratar de um vírus totalmente desconhecido os pesquisadores ainda não descartaram a possibilidade de se tratar de uma variante do covid.

Rockenschaub afirma haver uma colaboração muito grande entre a OMS e as autoridades britânicas, onde 60% dos casos ativos estão.

Estamos fazendo todo o possível para identificar rapidamente o que está causando isso e depois tomar as medidas adequadas, tanto a nível nacional como internacional“, afirmou.

A hepatite é um tipo de inflamação no fígado causada por diferentes fatores. Vírus e bactérias são os causadores mais comuns, mas ingestão excessiva de substâncias (medicamentos, drogas, bebidas alcoólicas, etc.) e até certas condições autoimunes podem causar hepatite em um paciente.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar