Por que o pum da vaca ameaça a camada de ozônio?

Pode parecer uma piada, mas a produção de carne bovina – especialmente o pum de vaca – é mais responsável pelas emissões de gases de efeito estufa do que os carros. A digestão pelo gado resulta na liberação de gás metano (CH4) na atmosfera.

publicidade
Por que o pum da vaca ameaça a camada de ozônio?
Por que o pum da vaca ameaça a camada de ozônio? (Imagem: Pixabay)

Assim como o dióxido de carbono (CO2), que é produzido pela queima de combustíveis fósseis, o metano acelera o processo do efeito estufa, fazendo com que a temperatura da Terra aumente ano a ano.

O metano (CH4) é um gás inodoro que é altamente explosivo quando adicionado ao ar. Conhecido por suas propriedades energéticas, esse gás está muito presente no pum de vaca e é prejudicial à saúde humana. Este gás é composto por carbono e hidrogênio e é uma das principais causas do efeito estufa.

publicidade

Um estudo do matemático da Unicamp Rafael de Oliveira Silva mostrou que medidas de baixo custo podem reduzir em 20% as emissões desses gases nocivos na atmosfera. De acordo com um relatório da Organização para Agricultura e Alimentação (FAO), com sede em Roma, 45% desses gases produzidos pelo gado vêm da produção e processamento de alimentos, 39% da digestão de vacas leiteiras e 10% da decomposição do esterco. O restante se deve ao processamento e transporte de produtos de origem animal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

De acordo com o Inventário Nacional de Emissões de Gases de Efeito Estufa, divulgado pelo governo brasileiro em 2013, a pecuária é responsável por 15,4% dos gases nocivos da atmosfera. A combustão de combustíveis fósseis está atrasada, respondendo por 15,1% das emissões de gases. Vale lembrar que o gás metano (CH4) tem 25 vezes mais chances de causar efeito estufa do que o dióxido de carbono.

Comer menos carne ajuda a diminuir o pum de vaca na atmosfera?

Se o consumo de carne é ruim, devemos parar a produção? Não! Um aumento no consumo de carne – não uma diminuição – é um dos principais fatores associados à redução das emissões.

publicidade

A revelação vem de outro estudo realizado por matemáticos da Unicamp em colaboração com o Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (Imecc) da Unicamp e com a Scottish Rural College Brazilian Agricultural Research Corporation (Embrapa), em colaboração com a Universidade de Edimburgo e a Agência Nacional de Agricultura da França Instituto de Pesquisas (Inra).

A solução para minimizar os efeitos do pum de vaca é restaurar as pastagens, que também evitam o desmatamento. Para atender ao crescente consumo interno e às demandas de exportação de carne, os produtores têm duas opções: aumentar a área de pastagem, desmatar as florestas ou intensificar as áreas existentes para aumentar a produtividade por hectare.

De acordo com a FAO, usar as melhores práticas e tecnologias existentes na gestão de alimentos, saúde, pecuária e estrume, ou usar geradores de biogás e equipamentos energeticamente eficientes, pode reduzir as emissões de gases em 30%.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar