Ataques cibernéticos

ABES cria Comitê de Segurança e Risco Cibernéticos

A Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES ) anunciou a criação do Comitê de Segurança e Risco Cibernéticos com o intuito de estudar, alertar, influenciar e conscientizar empresas, governo e população sobre a importância da cibersegurança.

Setor governamental e financeiro no topo da lista de ataques cibernéticos

Nova pesquisa Guia Executivo do Relatório Global de Inteligência de Ameaças da NTT Security 2017 revela que ataques cibernéticos no setor governamental dobraram em 2016, subindo de 7%, em 2015, para 14%. Ataques no setor financeiro também aumentaram drasticamente de apenas 3% em 2015 para 14% em 2016.

CIPHER divulga principais riscos em ciberataques

A CIPHER, empresa brasileira especializada em serviços de cibersegurança, divulga um levantamento sobre as ameaças digitais que mais atingem usuários e empresas. A análise aponta que os ataques financeiros e o roubo de informações pessoais vão aumentar esse ano.

Ataques cibernéticos crescem quase 200% no Brasil

No 6º encontro de Reseguro do Rio de Janeiro, promovido pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) em parceria com a Federação Nacional das Empresas de Resseguros (Fenaber) e a Escola Nacional de Seguros (ENS), a especialista da TransRe, Kara Owens, afirmou que o Brasil  registrou em 2015 crescimento de quase 200% nos casos de ataques cibernéticos, em relação ao ano anterior.

Como lidar com ataques cibernéticos? Gartner responde

O institudo de pesquisas e consultoria global Gartner alerta as organizações para o surgimento de um número cada vez maior de ataques cibernéticos. Os analistas indicam que, além do aumento de volume e de sofisticação dos ataques com o passar do tempo, a maioria das empresas ainda não age com a rapidez necessária para identificá-los.

Ataques cibernéticos: Brasil registra mais de 4 milhões em maio

A PSafe, empresa de segurança da informação, divulga resultados do estudo Mapa de Ameaças Digitais. Segundo o levantamento, no Brasil, o usuário de dispositivos móveis da região sudeste tem sido o principal alvo de cibercriminosos, somando mais de 2,1 milhões de malwares. O estado de São Paulo foi o que mais registrou ameaças, com três em cada dez ataques cibernéticos ocorridos no País.

Eset anuncia tecnologia para recuperar arquivos sequestrados

A Eset, empresa de segurança da informação, acena com o lançamento de uma ferramenta que recupera arquivos infectados pelo ransomware (ataque no qual os cibercriminosos restringem o acesso dos usuários a determinados dados ou aplicações, em troca do pagamento de resgate).

São Paulo concentrou maior número de ataques cibernéticos em janeiro de 2016

O estado concentrou 25,9% das ameaças digitais contra smartphones Android no País no primeiro mês de 2016. Os usuários de smartphones Android que moram em São Paulo devem ficar atentos, alerta a empresa de segurança da informação PSafe, responsável pelo levantamento e bloqueio dos incidentes. De acordo com o Mapa de Ameaças Digitais desenvolvido pela companhia, São Paulo registrou uma em cada quatro ameaças de malwares identificadas em todo o Brasil em janeiro deste ano.

Trend Micro compra HP TippingPoint por US$ 300 milhões

O acordo de cerca de US$ 300 milhões engloba tecnologia de segurança, propriedade intelectual, conhecimento da indústria e base de clientes que inclui grandes empresas. A aquisição coloca a Trend Micro como a provedora “expert” de soluções de defesa de ameaças dinâmicas que abrangem endpoints, redes, data centers e cloud. A empresa também irá criar

Boletim de Ocorrência online é usado como isca por criminosos digitais

A Stity Tecnologia, representante da Avast no Brasil, emitiu um alerta sobre a ação maciça dos criminosos cibernéticos nas últimas semanas na tentativa de roubar dados financeiros e de cartões de crédito dos através do envio de e-mail falso se passando por um Boletim de Ocorrência Policial pela Internet.

Ataques digitais aumentaram quase 50% em 2014

Um estudo da consultoria PwC, denominado “Managing cyber risks in an interconnected world”, apontou que a segurança cibernética não é mais uma questão que preocupa apenas os profissionais de TI. O impacto estendeu-se para outros setores das empresas. Nos últimos 12 meses, a incidência dos ataques ao redor do mundo atingiu empresas de todos os

Empresas não estão preparadas para ataques cibernéticos 

A IBM não tem qualquer dúvida. A maioria das empresas não está preparada para lidar com ataques ciberméticos. Por isso, 75% dos entrevistados para um estudo levado a cabo pela empresa norte-americana espera aumentar orçamento em segurança nos próximos anos. Os números são claros: mais de 80% dos líderes de segurança digital acreditam que o desafio