botnet

Kaspersky Lab mostra diminuição do botnet de spam Necurs

De acordo com o relatório da Kaspersky Lab, Spam e phishing no primeiro trimestre de 2017, a Necurs, a maior rede de bots de spam do mundo, demonstrou um drástico declínio em seu tráfego de e-mails fraudulentos, de mais de 35 milhões de e-mails fraudulentos em dezembro de 2016 a quase 7.000 em março de 2017. Além disso, a empresa detectou cibercriminosos tentando usar canais alternativos, a fim de ignorar os filtros de spam.

Palo Alto Networks identifica malware para IoT

Os pesquisadores da Unit 42 Palo Alto Networks identificaram um novo malware para IoT chamado Amnesia, que é uma variação do botnet Tsunami. Esta ameaça mira vulnerabilidades de execução de códigos remotos presentes em gravadores de vídeos digitais fabricados por cerca de 70 empresas e afeta aproximadamente 227 mil dispositivos em todo o mundo.

Brasil é um dos maiores alvos de ataques cibernéticos do mundo

A Fortinet anuncia seu mais recente relatório sobre o cenário global de ciberameaças. O estudo mostra em detalhes os métodos e as estratégias que os cibercriminosos usam e refere que o Brasil é um dos países mais atingidos por ataques ciberéticos no mundo.

Hancitor é um dos cinco malwares com maior impacto mundial

A Check Point reporta que o Hancitor é agora uma das cinco maiores ciberameaças a nível mundial de acordo com o Índice de Impacto de Ameaças global da empresa, o malware subiu 22 posições no índice depois de triplicar seu impacto global durante o mês de fevereiro.

Eset ajuda a interromper atividades da botnet Mumblehard

A Eset anuncia a sua contribuição na ação que interrompeu as atividades da botnet (rede zumbi) Mumblehard. A ação realizada em cooperação com a CyS-CERT e a Polícia Cibernética da Ucrânia permitiu o término da rede composta por milhares de sistemas Linux infectados em todo o mundo, incluindo o Brasil.