Estudo

Estudo | Potencial disruptivo do 5G subestimado por executivos

Segundo os resultados de um estudo global da Accenture, os executivos das áreas de negócio e de tecnologia subestimam o potencial disruptivo da tecnologia 5G. Um inquérito a executivos de empresas de grande e média dimensão em 10 países concluiu que 53% dos inquiridos acredita que existem poucas vantagens adicionais que a rede 5G lhes pode trazer face às redes 4G, ao nível da velocidade e capacidade de rede.

Tecnologias emergentes mudarão formas de trabalho até 2030, diz estudo

Estudo encomendado pela Dell Technologies ao IFTF (Institute for the Future) prevê que, graças ao avanço tecnológico, até 2030, aproximadamente 85% das profissões serão novas, ou seja, ainda nem foram inventadas. Foram entrevistados 20 especialistas globais nas áreas de tecnologia, negócios e acadêmicos.

Estudo propõe áreas prioritárias para evoluir a IoT no Brasil

Cidades inteligentes, saúde e rural devem ser as áreas prioritárias para iniciativas e políticas públicas que visem ao desenvolvimento da internet das coisas no Brasil, conforme definição apontada na segunda etapa do estudo técnico “Internet das Coisas: um plano de ação para o Brasil”.

Pesquisa indica que 5G vai gerar receitas de quase US$ 270 bilhões em 2025

Um novo relatório da Juniper Research indica que as receitas de serviços com a quinta geração de internet móvel (5G) atingirão US$ 269 bilhões em 2025. Em 2019, a previsão de faturamento do setor é de US$ 851 milhões – alcançando 161% de CAGR (taxa de crescimento anual composta), ao longo dos primeiros sete anos de serviços 5G.

Os desafios de segurança na nova “economia aberta”

As empresas vão mesmo ter de se adaptar à nova “economia aberta” e aos desafios de segurança que o desenvolvimento da inteligência artificial, a integração das startups, o BYOD ou aumento do trabalho freelance vão implicar.

CIO brasileiros priorizam gestão de custos, diz Deloitte

A pesquisa CIO Global 2016-2017, realizada pela Deloitte em 48 países, revelou uma diferença entre as tendências mundiais e os gestores tecnológicos no Brasil. Enquanto a conclusão geral do estudo é de que houve uma mudança nas prioridades de desenvolvimento de negócios das áreas de TI, do item “desempenho do negócio” para “foco nos clientes”, os CIO brasileiros continuam priorizando a gestão de custos.

Executivos estão comprometidos com o negócio digital, diz Unisys

Uma pesquisa recente patrocinada pela Unisys Corporation mostra um forte compromisso entre os executivos para adotar um modelo de negócio digital, com a nuvem como o principal facilitador. No entanto, o estudo também indica que as preocupações com segurança e a execução fraca complicam a capacidade das organizações em cumprir com esse compromisso.

Smartphones reduzem eficiência no trabalho, diz estudo

O smartphone se tornou essencial no cotidiano de trabalho, permitindo manter o contato com colegas, controlar mensagens e realizar tarefas urgentes de qualquer lugar. Mas será que afetam nossa produtividade no escritório? Uma novo experimento psicológico feito pelas Universidades de Würzburg e Nottingham Trent, comissionado pela Kaspersky Lab, diz que sim.

Estudo: utilização dos equipamentos móveis aumenta

O estudo Global Mobile Consumer Trends, realizado pela indústria de Technology, Media & Telecommunications (TMT) da Deloitte, evidencia que as taxas de utilização e de adoção de equipamentos móveis estão a aumentar. Aliás, os usuários de equipamentos móveis a nível global consultam os celulares mais de 80 bilhões de vezes por dia.

Consumidores acreditam que os serviços de informação vão ser gratuitos em 2025

O estudo “State of Customer Service” da Xerox demonstra que cerca de metade dos consumidores (49%) acredita que não vão ter de pagar por serviços de mídia no ano de 2025, independentemente dos canais de transmissão. Da amostra recolhida, 48% acredita que não terá que pagar pelos serviços de informação nos mídia tradicionais, e 47% estima que, nos mídia digitais, onde há difusão exclusiva online, também não existirá um custo para acessar à informação.

Internet das Coisas chegou ao mainstream, diz Verizon

Será possível considerar que a Internet das Coisas chegou ao mainstream em 2016? A gigante das telecomunicações norte-americana Verizon diz que sim, num estudo acabado de divulgar que inclui dados da Oxford Economics.