opiniao

Chatbots e o futuro da interação corporativa

A Inteligência Artificial (AI) está transformando o mundo em que vivemos, transformando-o em um lugar cheio de robôs e sistemas capazes de interagir e realizar tarefas antes praticadas exclusivamente pelos seres humanos. Filmes como HER, Blade Runner, A.I. – Artificial Intelligence, entre tantos outros do gênero de ficção, já previram como seria, em um futuro distante, a chegada de máquinas inteligentes, multifuncionais, e em alguns casos, capazes até mesmo de expressar sentimentos.

Sua empresa está tecnologicamente preparada para o home office?

Nunca se ouviu tanto falar em home office como nos últimos tempos. Milhares de empresas têm optado por investir em trabalhadores remotos a fim de melhorar a qualidade de vida das equipes e assim, consequentemente, aumentar o desempenho dos negócios. E essa crescente demanda é comprovadamente eficaz. Segundo pesquisa realizada pela Economist Intelligence Unit (EIU), 60% das pessoas acreditam que a mobilidade os torna mais produtivas e 45% se acham mais criativas fora dos escritórios. Ou seja, essa é uma tendência que promete gerar benefícios para todos os envolvidos. Porém, para dar certo, é necessário implementar soluções adequadas e que garantam que o trabalho seja realizado com qualidade e que a segurança das informações organizacionais seja mantida.

Como a melhora dos processos logísticos beneficia o e-commerce

O e-commerce cresce a passos largos no Brasil. Prova disso é o resultado da pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), que identificou que esse modelo de negócio saiu de um faturamento de R$ 11,5 bilhões em 2011 para R$ 60 bilhões em 2017, o que representa 12% de crescimento. A expectativa é um aumento de 15% no e-commerce nacional com mais de 220 milhões de pedidos.

Revolução 4.0 e as oportunidades para área de suprimentos

A Era Digital já é realidade. Hoje, a agilidade e a criatividade são pontos chave para o sucesso de qualquer companhia e, para se adaptar ao cenário de maneira que os resultados sejam otimizados e o tempo seja muito bem aproveitado, as empresas e seus colaboradores procuram novas oportunidades e formas de trabalhar. Uma vez que as mudanças tendem a ser cada vez mais rápidas, será necessário preparo para absorver as transformações digitais com estratégia e agilidade, além de muita inovação para acompanhar todo o processo.

Como as empresas devem se preparar para a nova lei geral de proteção de dados

Finalmente foi sancionada a lei geral de proteção de dados no Brasil. Esta é a primeira lei brasileira que se assemelha aos padrões de leis internacionais, bem próximo ao que já foi implementado anos antes nos Estados Unidos e, recentemente, na Europa. Para as empresas, as principais mudanças são referentes a coleta e uso de dados pessoais e também a segurança desses dados.

Inteligência da Informação e o futuro dos modelos de negócios

Verdadeiros impérios corporativos vêm perdendo espaço no mercado para empresas que baseiam seus modelos de negócios na inovação, agilidade e uso das novas tecnologias, como cloud computing, Big Data, Inteligência Artificial (I.A.) e robotização – as chamadas Startups.

Gerenciamento inteligente de dados: missão crítica na continuidade dos negócios

Como consequência direta da crescente valorização da produção e análise de dados dentro das empresas, o mundo corporativo apresenta hoje certos desafios específicos relacionados ao manuseio deste enorme volume de informações, produzidas em formatos e ambientes distintos. Claro que bons indicadores são essenciais para que seja possível a entrega de resultados comerciais cada vez melhores. Mas as empresas também precisam entender e assimilar que problemas com segurança podem trazer impactos negativos significativos aos negócios, alguns até irreversíveis. Por essa razão, um gerenciamento de dados eficaz e inteligente é extremamente importante.

Digitalização e robotização transformam o setor bancário

Os bancos estão investindo cada vez mais em tecnologia para agilizar processos, além de reduzir custos e riscos de confiabilidade e segurança. Dados divulgados no início de maio pela Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária confirmam essa tendência. Segundo a organização, os investimentos em tecnologia no Brasil feitos pelo setor financeiro somaram R$ 19,5 bilhões em 2017 – um aumento de 5% em relação ao ano anterior. Só os investimentos em software avançaram 15% em relação a 2016, e hoje representam quase metade do orçamento de tecnologia das instituições bancárias.

Os desafios da Indústria 4.0 no Brasil

Reduzir custos, melhorar a produtividade, oferecer maior variedade de produtos com preços menores e qualidade superior: está aí o sonho de muitas empresas ao redor do mundo. No caminho para atingi-los de maneira rápida e eficiente, muitas têm usado cada vez mais tecnologia para interligar toda a cadeia de produção e assim atingir seus objetivos, em um conceito que se tornou mais conhecido nos últimos tempos como “Indústria 4.0”.

Soluções pontuais podem comprometer a segurança digital

Com o início do segundo semestre, e com a proximidade das reuniões para definição do budget para 2019, é fundamental que as organizações reflitam sobre a necessidade de mudar sua abordagem de investimento em segurança, que geralmente é voltada para a compra de soluções individuais para mitigar ameaças específicas.

Mobilidade e a revolução das insurtechs

Nos últimos 30 anos, o mundo vem passando por uma grande revolução tecnológica. Prova disso é o advento da mobilidade, que através de dispositivos como os smartphones, notebooks e tablets, permite que agora estejamos conectados o tempo todo. Hoje, utilizando essas ferramentas, conseguimos acessar notícias em tempo real, trabalhar e resolver burocracias em poucos clicks.

A nova onda das Fintechs: maquininhas de cartão para nichos e a revolução no mercado de pagamentos

O mercado de pagamentos é revolucionado dia após dia. As transações realizadas por cartão tiveram um crescimento de 5%, conforme pesquisa Beyond Cashback: Credit Cards and The Premiumisation of Consumer Payments, da Euromonitor International. Esse crescimento é mais acelerado do que os proventos recebidos em espécie. Com a popularização das fintechs, a área ficou exposta e trouxe à luz

Inteligência Artificial transforma a maneira de fazer negócios

A Inteligência Artificial começou a transformar o modo como as organizações fazem seus negócios no dia a dia. A tecnologia traz mais agilidade para processos internos dentro das empresas, incentivando uma verdadeira transformação digital e cultural em busca de mais eficiência e satisfação no atendimento aos clientes.

A inovação como estratégia de gestão

 Você já parou para se perguntar como está a estratégia do seu negócio? Pois é, essa pergunta é fundamental para o sucesso da sua empresa e deve ser colocada em questão em diversos momentos. A resposta precisa levar em consideração vários aspectos, e, o primeiro deles, e talvez um dos mais importantes, é se sua

Fator humano: o principal componente da segurança da informação

A proteção de dados confidenciais nas empresas é baseada no componente técnico e no fator humano. De acordo com as últimas tendências de desenvolvimento da segurança da informação o foco passa a ser o indivíduo. Isto é evidenciado por tecnologias tais como: UEBA (User and Entity Behavior Analytics), UBA (User behavior analytics), SUBA (Security User Behavior Analytics) e outras ferramentas de análise de comportamento de usuários, que visam detectar ameaças presentes.

Jornada para a nuvem: um caminho que não se deve percorrer sozinho

A computação em nuvem é um dos pré-requisitos na trajetória da transformação digital de qualquer empresa. Arquitetar uma infraestruturacloud-centric capaz não só de pavimentar um caminho para o futuro da TI, como de atender às necessidades muito específicas de cada empresa, é um projeto sem volta. Mas, a pergunta é: por onde devo começar? Quais os pontos mais importantes a se considerar neste desafio de migração para a nuvem?

Opinião | Construindo uma internet mais segura para os jovens

A internet tornou-se parte fundamental da nossa vida. Ela nos conecta a pessoas do mundo inteiro e permite inúmeras oportunidades devido ao seu grande alcance. Apesar da confiança que depositamos nela, seja para buscar soluções para um problema ou enviar trabalhos de escola ou relatórios do trabalho, a internet não é um espaço 100% seguro. Na verdade, ela é muitas vezes usada com intenções que visam danificar outras pessoas. E com o número de usuários maior a cada ano – 404 milhões de usuários da internet na América Latina e no Caribe em 2017 e mais de 60% são jovens entre 15 e 24 anos – a responsabilidade também aumenta.

Opinião | A nova era da TI Analítica e seu papel para o sucesso nos negócios

O que faz uma empresa ser considerada um sucesso? Muitos podem afirmar que é a quantidade de clientes, outros que é a receita gerada ao final de cada mês, enquanto alguns dirão que é a presença de uma marca em diferentes mercados e regiões do planeta. Mas, o que de fato faz a diferença entre vencer e fracassar no mundo dos negócios é a maneira como são tomadas as decisões críticas que impactam em todos os pontos citados acima.

Opinião | A cibersegurança também viajou para Davos

A cibersegurança foi um dos principais temas deste ano no Fórum Econômico Mundial em Davos e isso não é coincidência. Enquanto as organizações e as economias em geral embarcam em sua jornada para a transformação digital, também estão tentando aproveitar as novas oportunidades de negócios, melhorar a eficiência e oferecer melhores serviços aos clientes e aos cidadãos. Com essas oportunidades vêm também os novos desafios da cibersegurança, a ameaça é real.

Opinião | NSA 5G NR: porque é o pontapé inicial para a 5G

No último 21 de dezembro, o 3GPP anunciou a aprovação das primeiras especificações para o padrão NSA 5G NR (Nova Rádio 5G Não Autônoma). Esta novidade representa um fato histórico para as telecomunicações, é o início, finalmente, da era plena da 5G. O estranho é que, embora tudo relacionado com a 5G tenha surgido há

Quando o mobile ultrapassa a curva de crescimento no digital

Ligar o computador e conectar-se à internet para trabalhar, estudar ou explorar a web são hábitos cada vez mais arcaicos. Com aparelhos que cabem na palma da mão e conexão Wi-Fi em todos os locais, os usuários conseguem resolver diversos problemas em instantes. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IDC Brasil, empresa especializada em

Opinião: A Internet das Coisas exigirá uma nova abordagem na segurança corporativa

A transformação digital que vem acontecendo nos últimos anos permitiu que muitas empresas fossem criadas e se tornassem bem sucedidas em um curto período, mas com ela também vieram novas vulnerabilidades que ameaçam a segurança dos dados e, consequentemente, a continuidade dos negócios. Tecnologias como a computação em nuvem e os aplicativos móveis ampliam as

Opinião: Os cuidados das empresas B2B com a cibersegurança na Black Friday

Às vésperas da Black Friday, ação promocional que tomou conta do varejo brasileiro, muito se fala dos cuidados que os consumidores devem ter ao realizarem suas compras por meio do comércio eletrônico. A maior preocupação é alertar sobre sites que não são seguros, assim como o roubo de dados do cartão de crédito e as ofertas que são aparentemente vantajosas demais.

Análise Prescritiva: uma tecnologia que te diz o que fazer

“Para toda ação existe uma reação”. Esta afirmativa – uma das três Leis do cientista Isaac Newton -, explica de forma objetiva a importância da Análise Prescritiva. Embora ainda seja a menos conhecida das etapas de análise de dados, uma previsão do Gartner revela que, em 2020 as análises preditiva e prescritiva irão atrair 40%