T-Mobile

Dish Network e T-Mobile podem criar gigante móvel nos EUA

A junção das operações entre a operadora de TV via satélite norte-americana, com a operadora móvel alemã e quarta maior tele dos EUA pode fazer frente à grandes operações do setor nos últimos meses como a aquisição da DirecTV pela Comcast e a compra da Time Warner Cable pela Charter Communications. Segundo o Wall Street

Google nas comunicações móveis: ameaça ou nuvem passageira?

O Google acaba de lançar o seu serviço de comunicação móvel nos Estados Unidos, fruto de uma parceria com a Sprint e a T-Mobile. Embora apresente vantagens inegáveis, como preços reduzidos e crédito por dados móveis não utilizados, existem algumas preocupações sobre as limitações de cobertura do Project Fi, pelo que o Google não deverá, pelo

T-Mobile faz sombra à Verizon e à AT&T

A T-Mobile ultrapassou as suas duas maiores rivais no mercado norte-americano das telecomunicações. Com um forte crescimento da sua base de subscritores, registado no primeiro trimestre de 2015, a T-Mobile fez sombra à Verizon e à AT&T, duas das maiores operadoras de comunicações móveis dos Estados Unidos. Já em março de 2014 a T-Mobile conseguira

Guerra de preços continua no mercado norte americano

A AT&T e a Verizon, empresas de telecom estado-unidenses, anunciaram que vão, mais uma vez, reduzir preços em seus planos wireless. Essa baixa visa combater as promoções e descontos que a Sprint está ofertando ao mercado, numa altura em que a “guerra” entre operadoras no país está mais acesa que nunca. Depois de, em Outubro,

Deutsche Telekom recusa oferta da Iliad

A telecom alemã Deutsche Telekom deixou passar outra oportunidade para integrar o mercado norte-americano, depois de ter recusado uma oferta da francesa Iliad para comprar sua unidade T-Mobile US. A Vodafone testemunhou uma queda do valor de suas ações maior do que qualquer outra grande operadora, desde que vendera, no passado mês de fevereiro, sua participação de

Deutsche Telekom recusa ofertas de 35 dólares por ação

A operadora alemã Deutsche Telekom não parece estar a fim de aceitar propostas para a compra da sua unidade T-Mobile que valorizem a subsidiária em 35 dólares por ação, considerando o valor significativamente reduzido. Esta revelação vem desmentir uma notícia que a Bloomberg divulgara ontem, em que era dito que a Deutsche Telekom estaria disposta

Fusão entre Sprint e T-Mobile não deve ocorrer antes de setembro

A fusão entre a Sprint Corp e a T-Mobile US Inc não deve ocorrer antes de setembro, com as empresas ainda fazendo a “due diligence” e preparando documentos detalhados sobre o acordo para apresentar aos reguladores dos EUA. Segundo apurou a agência internacional Reuters, a japonesa Softbank, que controla a Sprint, e a Deutsche Telekom

Sprint prepara-se para comprar T-Mobile

A Sprint concordou em pagar mais de US$ 32 bilhões de dólares para adquirir a T-Mobile, numa tentativa de juntar as terceira e quarta maiores operadoras de redes móveis nos EUA. A japonesa Softbank, que detém a Sprint, e a Deutsche Telekom, que possui 67% da T-Mobile, ainda têm de negociar os detalhes da aquisição, tais

BlackBerry encerra acordo de licenciamento com T-Mobile

A BlackBerry disse ontem que não vai renovar sua licença com a T-Mobile norte-americana para venda de produtos BlackBerry depois que o contrato atual expirar em 25 de abril. A empresa canadense afirmou que vai continuar a prestar serviço e suporte aos clientes existentes da rede da T-Mobile e aos que comprarem produtos do estoque

Sprint pode apresentar proposta para adquirir a T-Mobile

Segundo uma fonte próxima da agência, o presidente do Conselho da Sprint, Masayoshi Son, deve se reunir esta semana com o presidente da Comissão Federal de Comunicação, Tim Wheeler. Este encontro acontece na mesma altura em que a Sprint – terceira maior operadora norte-americana – se prepara para fazer uma oferta pela rival T-Mobile. De

T-Mobile vai se expandir para cartões bancários

A T-Mobile US vai se expandir oferecendo cartões de pagamento. A empresa quer apostar em novos serviços para se diferenciar de seus concorrentes maiores. A T-Mobile – quarta maior provedora móvel dos Estados Unidos – anunciou dois novos serviços. A companhia está oferecendo uma cartão Visa com características bancárias e um aplicativo de gerenciamento de

Wall Street preocupado com guerra de operadoras americanas

A competição de fim de ano entre as operadoras de celular norte-americanas preocupou Wall Street. Os analistas acreditam que os lucros desta indústria podem cair fortemente. Foram várias as iniciativas agressivas noticiadas por parte das operadoras americanas para conseguirem mais clientes. O caso da AT&T foi um dos mais falados. No início do ano, a

Clientes da T-Mobile com forte crescimento

A T-Mobile US reportou um grande aumento de seus clientes no quarto-trimestre e começou a pagar a clientes de outras para mudarem para a empresa a partir de operadores concorrentes, escalando uma já intensa competição no mercado wireless norte-americano. A empresa, a quarta maior operadora dos Estados Unidos, prometeu pagamentos até 350 dólares por linha

AT&T expulsa presidente da T-Mobile de festa

A batalha entre a segunda maior operadora móvel dos Estados Unidos, a AT&T e sua rival T-Mobile ganhou cunho pessoal na última segunda-feira, quando o presidente-executivo da T-Mobile, John Legere, foi expulso da festa da AT&T durante a Mostra Internacional de Eletrônicos de Consumo (CES, na sigla em inglês), de acordo com a Cnet.com. O

T-Mobile comprará licenças de espectro da Verizon

A T-Mobile US disse que comprará licenças de espectro da Verizon Wireless por cerca de 2,4 bilhões de dólares em dinheiro para melhorar seus serviços sem fio de alta velocidade nos Estados Unidos, avançou a Reuters. A Verizon Wireless, de propriedade da Verizon Communications e Vodafone Group, havia afirmado no ano passado que consideraria a

AT&T e T-Mobile pagam a clientes para mudarem de operadora

Surgiram rumores de que a T-Mobile vai anunciar, durante o CES 2014, um novo programa que dá aos clientes até 350 dólares de crédito se estes mudarem para a T-Mobile, provenientes de outras operadoras. A AT&T oferece algo semelhante. Este é o mais recente esforço por parte da T-Mobile para “roubar” clientes à maior operadora

Sprint pode vir a comprar a rival T-Mobile

Segundo um jornal americano, a Sprint está a avaliar a hipótese de adquirir a rival T-Mobile US. A proposta deverá ser feita até ao primeiro semestre de 2014. Fontes próximas da empresa explicaram que a Sprint ainda não tomou uma decisão e está considerando as implicações regulatórias. Existe ainda a hipótese da provedora de TV