TikTok é alvo de investigação sobre saúde mental

O TikTok está envolvido em uma nova polêmica. Uma das maiores empresas de compartilhamento de vídeos, que possui uma comunidade com milhões de usuários em todo mundo, está sendo investigada nos Estados Unidos.

publicidade

Procuradores-gerais de pelo menos oito estados lançaram uma investigação para determinar se o popular aplicativo de mídia social violou as leis estaduais de proteção ao consumidor. O motivo seria por não fazer o suficiente para manter seus usuários mais jovens protegidos de efeitos que possam ser prejudiciais à sua saúde mental e física.

TikTok
Imagem: Divulgação / Play Store

Um grupo bipartidário de procuradores estaduais de Massachusetts, Flórida, Kentucky, Califórnia, Nova Jersey, Tennessee, Vermont e Nebraska assumiu a liderança da investigação.

publicidade

O TikTok ameaça a segurança, a saúde mental e o bem-estar de nossos filhos“, disse a deputada Cathy McMorris Rodgers, de Washington, a principal republicana do Comitê de Energia e Comércio da Câmara, em uma audiência na terça-feira.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Método de engajamento do TikTok é alvo de críticas

A investigação está analisando ainda os possíveis riscos físicos de crianças que usam a plataforma, de propriedade da empresa chinesa ByteDance e usada por mais de um bilhão de pessoas por mês. A investigação se concentrará nos métodos que o TikTok usa para aumentar o engajamento de usuários jovens e aumentar o tempo gasto no aplicativo.

Nossos filhos estão crescendo na era das mídias sociais – e muitos sentem que precisam estar à altura das versões filtradas da realidade que veem em suas telas“, disse o procurador-geral da Califórnia, Rob Bonta, em um comunicado à imprensa. “Sabemos que isso tem um impacto devastador na saúde mental e no bem-estar das crianças”.

Bonta disse ainda que a investigação tem como objetivo principal determinar se o TikTok está violando a lei ao promover sua plataforma para o público mais jovem.

publicidade

Enquanto isso, a plataforma chinesa já se manifestou em relação a investigação e afirmou que a empresa segue todas as regulamentações previstas por Lei e que suas campanhas são seguras.

Nós nos preocupamos profundamente em construir uma experiência que ajude a proteger e apoiar o bem-estar de nossa comunidade, e apreciamos que os procuradores gerais do estado estejam se concentrando na segurança dos usuários mais jovens”, disse a empresa, na quarta-feira. “Estamos ansiosos para fornecer informações sobre as muitas proteções de segurança e privacidade que temos para os adolescentes“.

A investigação mais recente também ocorre quatro meses depois que um grupo bipartidário de procuradores-gerais de vários estados iniciou uma investigação no Instagram para determinar os possíveis danos às crianças que façam uso prolongado do aplicativo.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar