WhatsApp pode ser obrigado a ter integração com o Telegram após lei

A Lei de Mercados Digitais que está em discussão na Europa pode exigir que grandes aplicativos de troca de mensagens, como WhatsApp, Messenger e iMessage, passem a operar em parceria com plataformas menores. A nova legislação deve entrar em vigor ainda em outubro deste ano.

publicidade
Europa quer exigir que WhatsApp troque mensagens com apps "menores"
Será que a nova medida vai ser aprovada na Europa? (Imagem: Reprodução/Pexels)

Com a medida sendo aprovada, os grandes aplicativos devem adicionar um suporte para a troca de mensagens, compartilhamento de arquivos/documentos, chamadas de voz e de vídeo e muito mais com diferentes apps. Entretanto, essas condições podem passar por mudanças, levando em conta que os legisladores entraram em acordo para avaliar “essas disposições de interoperabilidade” apenas no futuro.

Durante um trílogo de quase oito horas (conversas de três vias entre Parlamento, Conselho e Comissão), os legisladores da União Europeia (UE) concordaram que os maiores serviços de mensagens terão que oferecer suporte e interoperar com chats de plataformas menores, se assim solicitarem”, disse o comunicado liberado nesta quinta (24).

publicidade

Por ora, a Lei de Mercados Digitais não foi aprovada. Dessa forma, ainda há tempo para que as donas dos grandes apps se pronunciem sobre a decisão — o que é não deve demorar de acontecer. Atualmente, a disputa no mercado de mensageiros é muito ligada pelas exclusividades de comunicação, onde os aplicativos se conectam apenas entre si.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mudança no WhatsApp vai exigir alterações profundas

A implementação de interoperabilidade vai exigir a criação de um protocolo único, ou no mínimo aberto, para as empresas menores. Isso iria possibilitar, por exemplo, a comunicação entre usuários do Telegram com do WhatsApp e vice-versa.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Do jeito como a proposta foi descrita, a legislação não iria garantir conversas entre iMessage e WhatsApp, por exemplo, por se tratar de duas potências.

Mas iria abrir as portas para que apps menos relevantes pudessem ganhar mais espaço em mercados controlados pelas grandes empresas.

Contudo, os legisladores europeus esclareceram que o objetivo é reduzir as distâncias entre ecossistemas de mensagens, sem que essa mudança acabe com as plataformas menores.

Veja mais ›
Fechar