Wi-Fi estará na Lua em apenas dois anos; entenda

Como se não bastasse a tentativa de fornecer uma rede global de internet móvel de qualidade, como os objetivos da SpaceX e OneWeb, outros já pensam em ir mais além. O Wi-Fi estará na Lua em apenas dois anos, é o que promete uma startup americana, que divulgou detalhes do projeto.

publicidade
Astronauta com traje andando na Lua (Imagem: History In Hd/Unsplash)
Se o plano der certo, astronautas poderão se comunicar diretamente do traje com à Terra (Imagem: History In Hd/Unsplash)

Dá para escutar Spotify, já que o WiFi estará na Lua em apenas dois anos?

Brincadeiras a parte, este é um objetivo sério de uma startup de tecnologia que promete fornecer o sinal de conexão sem fio na Lua.

A empresa por trás da promessa chama-se Aquarian Space. Segundo informações publicadas pelo NY Post, “a empresa acaba de receber 650 mil dólares em fundos” através da modalidade de investimento semente, uma das principais formas de arrecadação de empresas novas com a confiança de um investidor de alto risco.

publicidade

Com o crescimento da exploração espacial privada, a empresa quer estar a frente quando o fato de estar na lua ou locais mais distantes seja visto como “normal” entre organizações e pessoas. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em comunicado oficial, noticiado pelo jornal, a CEO da Aquarian Space, Kelly Larson, fez fortes declarações sobre a demanda crescente do serviço:

“Em 2021, tínhamos 13 aterrissadores, orbitadores e rovers na lua e ao redor. Até 2030, teremos cerca de 200, criando uma economia lunar multibilionária. Mas isso não pode acontecer sem comunicações sólidas e confiáveis da Terra para a Lua.”

publicidade

Tentativa de viabilizar o projeto

Para traduzir a vontade em realidade, é preciso um sistema físico robusto visando o fornecimento da conexão Wi-Fi. No caso da Aquarian Space, é o Solnet. Quanto a estrutura, ainda não estão bem definidos os modelos de satélites que serão utilizados pela empresa no projeto.

Porém, já temos uma data prevista para os lançamentos: o primeiro satélite Solnet deve ser lançado em 2024, e um segundo seguirá em 2025 para cobrir o Polo Sul da Lua.

Foguetes SpaceX e Starlink (Imagem: Anirudh/Unsplash)
A startup Aquarian Space que se unir as empresas de vanguarda espacial, como SpaceX (Starlink) (Imagem: Anirudh/Unsplash)

A startup não está fazendo tudo sozinha e existe todo um grupo de outras empresas estudando as melhores práticas para exploração privada do espaço.

publicidade

Segundo o Space.com, “a Aquarian Space está realizando revisões técnicas com várias empresas que participam do programa Commercial Lunar Payload Services (CLPS) da NASA.” 

Os objetivos principais são comerciais sim, mas sem esquecer a utilidade pública:

“Além da Internet de alta velocidade, o Aquarian diz que planeja incluir a conscientização da situação espacial para aspectos como: olhar detritos espaciais, rastrear o clima espacial e fornecer informações científicas da Lua e de Marte.”

Vale lembrar que os avanços da exploração espacial não param: já temos a SpaceX (Starlink), OneWeb, Plus Ultra Space Outposts e agora também a Aquarian Space. Talvez estejamos próximos de viver a série Star Trek Entreprise, que se passa 100 anos antes da versão original.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar