A Starlink, empresa de Elon Musk se envolveu em conflito com estratégia de informação russa

Informações dadas por General do Pentágono afirmam que da Starlink, de Elon Musk, foram fundamentais e ajudaram a destruir uma das campanhas estratégicas de informação de Putin. As estratégias do governo russo são ligadas diretamente a bloquear comunicações no conflito europeu com seu vizinho.

(Imagem: Reprodução / @SpaceX via Twitter)

Informações ucranianas

Segundo o Brigadeiro-General, Steve Butow, da Unidade de Inovação da Defesa do Pentágono, os satélites da Starlink, empresa de Elon Musk, estão ajudando a ligar soldados ucranianos ao resto do mundo.

A implantação de milhares de terminais de internet via satélite Starlink para a Ucrânia foi um grande benefício para os soldados que resistem à invasão russa.

Soldados ucranianos teriam usado o sistema de internet, com satélites lançados pela SpaceX, para coordenar a ação militar e manter contato com suas famílias — apesar de os esforços russos para cortar as comunicações.

A Starlink também ajudou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, a se comunicar diretamente com seus compatriotas, mesmo com o poderio armamentista russo tentando evitar a propagação de informações. Em sua entrevista ao portal “Politico“, o general explicou o ocorrido:

“O impacto estratégico é que destruiu totalmente a campanha de informação de [Vladimir] Putin”

E o Elon Musk com isso?

Segundo o bilionário, a Starlink tem mais de 400 mil assinantes pelo mundo, que possuem uma fonte de internet banda larga por baixo custo.

O bilionário começou a adicionar terminais da Starlink na Ucrânia no final de fevereiro a pedido de um funcionário ucraniano que temia que a Rússia cortasse os sinais de internet.

“Temos mais de 11.000 estações Starlink e eles nos ajudam em nossa luta diária em todas as frentes”, disse o vice-primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, ao Politico.

Um soldado ucraniano, identificado como “Dima”, em entrevista ao jornalista David Patrikarakos, afirma que o sinal da Starlink ajuda a mudar o curso da guerra entre Rússia e Ucrânia.

E em março, o Times de Londres, informou que a Starlink estava ajudando os militares ucranianos a usar drones para atacar e destruir tanques russos.

Dmitry Rogozin, chefe da agência espacial russa Roscosmos, criticou abertamente a decisão de Musk de fornecer acesso à internet — alegando que o bilionário “escolheu um lado”, embora a SpaceX fosse uma empresa civil.

Rússia e Ucrânia seguem em disputa, sem uma finalização do conflito a vista.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar