Amazon toma medida drástica e processa milhares de grupos por suposta fraude

Na última segunda-feira, dia 18 de julho, a Amazon abriu uma ação legal contra administradores de mais de 10 mil grupos do Facebook que recebiam dinheiro para criar avaliações falsas de produtos em sua loja. O esquema é enorme, em apenas um dos grupos, chamado “Amazon Product Review”, tinha mais de 43 mil membros.

publicidade
amazon
Imagem: Amazon/Divulgação

Segundo as acusações, os administradores desses grupos recebiam a remuneração pelo serviço em dinheiro e até mesmo em produtos.

As operações dos infratores eram conduzidas, na maior parte, na Alemanha, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido.

publicidade

A importância dos reviews para lojas e-commerce

Ter uma loja online é mais difícil do que parece, além de ter produtos de qualidade e preço baixo, um bom vendedor tem que ter um bom histórico de vendas dos seus produtos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Algo alcançável apenas quando você vende produtos de primeira que agradam quem compra. Mas será mesmo? Ao que tudo indica existe um jeito bem mais fácil, comprar reviews.

A prática vai contra as regras de todo e-commerce existente no planeta, afinal de contas, os reviews são parte fundamental no processo de decisão por parte do cliente.

publicidade

Grupos de Facebook criam avaliações falsas de produtos na Amazon

Os grupos em questão, faziam avaliações falsas de centenas, provavelmente milhares, de produtos vendidos na loja online da Amazon. De capas de celulares até eletrodomésticos, os grupos criavam mentiam sobre tudo.

Devido às nossas melhorias contínuas na detecção de avaliações falsas e conexões entre contas de compra e venda de maus atores, vimos uma tendência crescente de maus atores tentando solicitar avaliações falsas fora da Amazon, principalmente por meio de serviços de mídia social”, escreveu a empresa em um post publicado em 2021 onde reconhecia o problema.

Gigante do e-commerce em guerra com os reviewers

Essa é uma batalha que já dura anos. Investigações feitas anteriormente mostram que não só existe uma infinidade de avaliações falsas no site da Amazon como elas ainda dominam certas categorias de produtos.

A gigante do e-commerce afirmou ter mais de 12 mil funcionários pelo mundo, cujo objetivo primário é proteger suas lojas de fraudes como essa.

publicidade

Só nos últimos dois anos a Amazon já reportou mais de 10 mil grupos do tipo à Meta, empresa dona do Facebook.

Nossas equipes impedem milhões de avaliações suspeitas antes mesmo de serem vistas pelos clientes, e esse processo vai um passo além para descobrir criminosos que operam nas mídias sociais“, disse o vice-presidente de Vendas de Serviços de Parceiros da Amazon, Dharmesh Mehta.

A Amazon disse que vai prosseguir com a ação e está aproveitando a oportunidade para identificar contas suspeitas em sua plataforma, apagando as avaliações e até mesmo excluindo o perfil por completo.

Com informação: CNBC.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar