Astronautas na ISS entram em Boeing pela primeira vez

A cápsula Starliner chegou à Estação Espacial Internacional após pouco mais de 24h do seu lançamento, onde ficará por quase uma semana até voltar à Terra. Essa é a primeira vez que astronautas na ISS entram em um Boeing.

publicidade
Agência da Rússia posta vídeo com a ISS se desfazendo
Imagem: Divulgação | Nasa

Essa não é a primeira vez que a Boeing tenta algo do tipo. Em 2019, a empresa já tinha tentado essa acoplagem, sem sucesso, mas dessa vez tudo ocorreu bem e as escotilhas, conectando o laboratório e a espaçonave, foram abertas pelo astronauta Robert Hines, no sábado, dia 21 de maio.

Temos três veículos de categoria humana ancorados na estação espacial agora (…) Portanto, este é um dia importante na história da NASA, preparando o caminho para o futuro, já que começamos a executar voos comerciais em órbita baixa da Terra, permitindo viagens à Lua e eventualmente a Marte”, comentou Hines.

publicidade

Os veículos de categoria humana aos quais ele se referiu são a Starliner, à Crew Dragon, da SpaceX, e à cápsula Soyuz, da Rússia

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Astronautas na ISS finalmente entram em um Boeing

A operação é a chance da Boeing recuperar sua reputação depois do fracasso de 3 anos atrás, quando a operação de acoplamento falhou graças a um erro de software. Na ocasião, a falha fez com que a nave queimasse combustível de forma excessiva, causando até um risco de que ela explodisse.

Astronautas na ISS entram em Boeing
Chegada da Starline à ISS (Imagem: Reprodução / @NASA via Twitter)
publicidade

A empresa tentou mais uma acoplagem no terceiro trimestre do ano passado, mas infelizmente um outro problema impediu que fosse possível realizar o feito. Devido a um problema com as válvulas, a cápsula foi devolvida à fábrica.

O sucesso da missão coloca a Boeing um passo mais perto de ser certificada pela NASA e se tornar parte do serviço de transporte espacial – que no momento é feito apenas pela SpaceX.

Competição que teve surpresas

Em 2014, ambas as empresas receberam contratos com valores fixos, enquanto a Boeing recebeu um contrato de US $4,2 bilhões, a SpaceX recebeu US $2,6 bilhões. Na época todas as apostas foram para Boeing, já com sua história centenária, em contrapartida a muito mais jovem SpaceX. O governo norte-americano tinha urgência em se livrar da dependência que tinha dos ônibus espaciais russos.

Mas a aposta foi feita no cavalo errado, a empresa do bilionário Elon Musk, está anos à frente da Boeing e já vem tendo sucesso em seus lançamentos desde 2020, com o êxito  com a cápsula Dragon.

publicidade

Hoje, a SpaceX já tem em seu registro a quarta tripulação de rotina para a plataforma de pesquisas, em contrapartida, a Boeing sofreu com vários problemas que custaram centenas de milhões de dólares à empresa. Embora tenha realizado o último voo com sucesso, o único passageiro da Starliner foi uma boneca, a Rosie the Rocketeer.

A cápsula deve voltar no dia 25 de maio, aterrissando no deserto do oeste dos Estados Unidos.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar