Criptomoedas são seguras? Investidores se posicionam após queda brutal do Bitcoin

Os investidores estão confusos e, alguns, com medo das quedas drásticas na valorização de criptomoedas, igual aos constatados nas últimas semanas. Afinal, criptomoedas são seguras? O que afirmam especialistas após a queda brutal do Bitcoin que fez os maiores investidores perderem grandes parcelas de suas fortunas?

publicidade
(Imagem: Mariia Shalabaieva/Unsplash)

Criptomoedas são seguras, mas o ser humano é imprevisível

O mercado de criptoativos não tem um controle centralizado. Por isso, novas iniciativas e moedas são criadas a todo momento e sua oscilação acidental ou ação equivocada pode desestabilizar todo o mercado e os envolvidos.

Neste caso, foi a forte queda para 20% do valor de dólar em “Terra e Luna”, uma criptomoeda algorítmica de blockchain stablecoin (ferramentas de lastro ligadas a valores físicos para “tentar” controlar a volatilidade no mercado). 

publicidade

A situação acabou enviando ondas de choque por todo o mercado de criptomoedas, detonando os valores da mais antiga e “sólida” Bitcoin.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Segundo o Coinmarketcap, todo o mercado de criptomoedas agora tem uma capitalização de mercado de US$ 1,2 trilhão, menos da metade dos US$ 2,9 trilhões que valia em novembro de 2021.

Desenvolvedores e entusiastas de criptomoedas estão preocupados com a queda da Terra Luna e o quanto ela custou em grandes fortunas aos investidores.

publicidade

Especialistas afirmam que criadores foram irresponsáveis

Uma das maiores acusações está na “lógica” do argumento do Terra e Luna sobre como controlar a oferta e a demanda, mas sem ter responsabilidade ou tentar compreender o mínimo necessário sobre comportamento humano.

Diversos especialistas os acusam de terem criado praticamente um esquema de pirâmide com o criptomoedas. As garantias de lastro para estabilidade só se manteriam com novos “ingressantes” no ambiente. Esquemas de pirâmide funcionam apenas na confiança, mas uma hora todos rompem e quem não saiu antes, segura o prejuízo.

O problema é que ações como essa podem destruir a credibilidade de um sistema livre como as criptomoedas. Esse tipo de situação indica que o mercado precisa criar uma forma de autorregulação.

Para todos os criadores, o meio-ambiente das negociações é mais importante do que o próprio lucro. O CEO da Binance, Changpeng Zhao, tentou oferecer ajuda para os criadores de Terra e Luna — mas estes não o responderam, o que levou a uma série de desabafos na conta pessoa de Zhao no Twitter.

publicidade

“Estou muito decepcionado em como esse incidente UST/LUNA foi tratado (ou não tratado) pela equipe da Terra. Pedimos à equipe para restaurar a rede, queimar a LUNA extra cunhada, e recuperar o pino UST. Até agora, não tivemos nenhuma resposta positiva ou alguma resposta. Isso contrasta fortemente com o hack da Axie Infinity, onde a equipe assumiu a responsabilidade, tinha um plano e estava se comunicando conosco proativamente. E nós ajudamos.”

As criptomoedas são seguras. O que nunca foi seguro é o ser humano, um ego inflado ou ato malicioso possui poderes destrutivos maiores que bombas nucleares.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar