“Especialista” da Samsung foi demitida depois de expor prática absurda da empresa

Trabalhar para grandes corporações é o sonho de muita gente, mas às vezes pode se tornar um pesadelo. Confira o caso da “Especialista” da Samsung que foi demitida após comentar sobre estar sendo pressionada a trabalhar de graça.

publicidade
“Especialista” da Samsung
Funcionária da Samsung é demitida após expor prática injustas da empresa (Imagem: Reprodução / Samsung)

O caso foi levado a atenção da mídia após uma reportagem com vários destes trabalhadores que cumpriam o papel de responder aos chats dos clientes no site da empresa, mas pelo que disseram, a Samsung os estava pressionando para fazerem o suporte aos clientes gratuitamente. De todos os entrevistados, apenas Jennifer Larson permitiu que a nomeassem.

“Especialista” da Samsung é demitida após entrevista

Um dia depois da entrevista à qual participou ir ao ar, Jennifer foi suspensa temporariamente por um e-mail da agência de pessoal Ibbu, responsável por sua contratação.

publicidade

A carta informava que a atendente seria atualizada sobre sua situação em uma semana, mas quatro semanas depois a Ibbu comunicou sua demissão definitiva.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Após analisar sua atividade na plataforma, o Ibbu determinou que existem motivos para expulsá-lo da plataforma. Embora valorizemos e incentivemos qualquer feedback da comunidade Ibbu e comunicações construtivas no livefeed, o uso da plataforma Ibbu para comunicações pessoais viola a política do Ibbu e, neste caso, também gerou reclamações de outros membros da comunidade. Além disso, divulgar informações confidenciais sobre a plataforma Ibbu nas mídias sociais e incentivar os visitantes, diretamente no chat, a consultar links ou conteúdos de terceiros é uma violação material da política e do Contrato, que constitui motivo para rescisão”, dizia a carta de rescisão.

Ambas as empresas, tanto a Ibbu quanto a Samsung, permanecem em silêncio absoluto sobre o caso.

publicidade

O que raios é um “especialista”?

“Especialista” era, inicialmente, um termo usado para se referir a pessoas que vendem telefones da Samsung através do sistema da Ibbu, respondendo perguntas de clientes que acessam o menu “Conversar com um especialista” no Samsung.com.

Mas, segundo os testemunhos, o papel que eles estavam desempenhando era outro. Muitas das vezes eles eram forçados a responder perguntas da parte de suporte técnico, como problemas nos aparelhos.

O que gera uma perda enorme para eles que tem que passar até mesmo horas no telefone ajudando um cliente sem concretizar nenhuma venda (os “especialistas” ganham por comissão de aparelhos vendidos).

Os funcionários comentaram que embora não fossem obrigados, existia uma certa pressão para eles resolverem os problemas relacionados à área de suporte.

publicidade

Além de Larson, a Ibbu demitiu mais umas 3 pessoas, duas por fazer parte da entrevista onde a prática foi exposta e uma por comentar nas redes sociais sobre o ocorrido. 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar