Fake News no Facebook voltam com força total: informações falsas aumentam assustadoramente

Uma pesquisa feita pela Lupa, uma agência de checagem de fatos que se descreve como “uma plataforma de combate à desinformação por meio do fact-checking e da educação midiática”, mostrou que as famosas fake news voltaram com tudo no Facebook.

publicidade
Fake News no Facebook
Aumenta o número de fake news sobre as eleições (Imagem: Divulgação / TSE)

Pesquisa mostra crescimento absurdo de fake news no Facebook ligadas às eleições

Segundo a pesquisa, comparando com dados de 2018 no mesmo período, houve um aumento de 154% na ocorrência de publicações onde o tema central são as fraudes nas urnas eletrônicas.

Publicada pelo site Folha de S. Paulo, a reportagem mostra que o número de fake news registrados até agora é o maior das últimas quatro eleições.

publicidade

A pesquisa foi feita pela Lupa utilizando o CrowdTangle, uma ferramenta de monitoramento da Meta que observa os posts e tópicos que transitam diferentes redes sociais. A ferramenta identificou mais de 5,5 mil posts no Facebook onde os termos ‘urnas eletrônicas’ e ‘fraude’ apareceram durante os 7 primeiros meses de 2022.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Números preocupantes se pensarmos que ainda faltam 3 meses para as eleições à presidência do país. Mas além da quantidade de posts, o que mais assusta é a quantidade de interações deles.

Sendo consideradas postagens com alto nível de engajamento, essas fake news geraram mais de 350 mil interações.

publicidade

Comparando com as eleições anteriores

Para pôr isso em perspectiva, é melhor compararmos esses dados com os dados da última eleição presidencial que tivemos no país em 2018, o ano que ficou conhecido pela propagação das fake news.

Fato que, teoricamente, teve um papel fundamental para que Jair Bolsonaro, nosso atual presidente, fosse eleito.

Durante aquele ano, o número de postagens do tipo registradas pela ferramenta chegou apenas a 2,2 mil e só tiveram 150 mil interações.

Esses números, entretanto, não podem nem ser comparados com a eleição de 2014, onde apenas 497 posts virais, cujo tema era a fraude nas urnas, foram registrados.

publicidade

Outro dado interessante revelado pela pesquisa foi que no último ano mais de 60 mil posts citando as urnas eletrônicas e os candidatos com maior probabilidade de ganhar as eleições (Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva e Ciro Gomes) foram identificados.

Entretanto, a distribuição dessas publicações foi completamente desigual, com cerca de 48 mil delas estavam (80%) relacionadas com o atual presidente. Os outros dois candidatos tiveram 9,2 mil e 1,5 mil publicações, respectivamente.

Uma coisa é certa. As eleições já estão na porta e, daqui para frente, essa situação deve piorar ainda mais. Você pode se proteger das fake news simplesmente indo atrás das fontes de qualquer notícia que possa lhe parecer suspeita.

Fique de olho em canais oficiais de informações, como o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que disponibiliza até um portal para denunciar propagação de desinformação contra as eleições.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar