FIFA 22 e outros jogos da EA não terão mais times da Rússia

A Electronic Arts (EA) anunciou que excluirá os times do campeonato russo e a seleção do país nos jogos de futebol. A decisão da desenvolvedora de jogos, como FIFA 22, fortalece o boicote tecnológico à Rússia desde que invadiu a Ucrânia na quinta-feira passada. Um anúncio oficial foi feito nesta quarta-feira (2).

publicidade

A ação faz parte de uma série de medidas da FIFA e da UEFA, que resolveram excluir a Rússia de competições de futebol – incluindo Copa do Mundo do Catar, que ocorre este ano, e de todas as competições internacionais de clubes.

FIFA 22 e outros jogos da EA não terão mais times da Rússia
Imagem: Divulgação | Eletronic Arts

Através de um comunicado publicado nas redes sociais, a EA manifestou solidariedade ao povo ucrâniano e pediu o fim da invasão russa. “A EA Sports se solidariza com o povo ucraniano e como tantas vozes ao redor do mundo do futebol, pedindo pela paz e pelo fim da invasão na Ucrânia”, escreveu a empresa.

publicidade

A nota oficial da publicadora confirma que a exclusão das equipes russas será em todos os produtos FIFA – incluindo os jogos para consoles, PC e versões para dispositivos mobile, além de avaliar a possibilidade de remover a equipe russa de qualquer jogo desenvolvido pela empresa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Além do FIFA 22, remoção da Rússia também acontecerá no NHL 22

A Electronic Arts aproveitou as redes sociais também para anunciar que a mesma medida foi tomada no game de hóquei no gelo NHL 22.

“Após a suspensão do IIHF de todas as equipes nacionais e de clubes da Rússia e da Bielorrússia das Competições do IIHF, removeremos essas equipes do NHL 22 nas próximas semanas. Estamos com o povo da Ucrânia e nos juntamos às vozes ao redor do mundo pedindo paz”, disse os desenvolvedores do título. 

publicidade

O boicote tecnológico à Rússia é uma resposta à guerra iniciada pelo país e representa uma represália comandada pelos Estados Unidos, que no momento evita entrar na guerra com confronto militar. 

A Apple, fabricante dos celulares iPhone, suspendeu esta semana a venda de aparelhos para o país presidido por Vladimir Putin.

Ucrânia faz apelo para Sony e Microsoft

O vice-primeiro-ministro ucraniano pediu oficialmente em sua conta no Twitter que Sony, dona PlayStation, e Microsoft, dona do Xbox, suspendam temporariamente as operações e vendas na Rússia e na Bielorrússia.

Mykhailo Fedorov publicou uma declaração no Twitter solicitando o bloqueio temporário de todas as contas russas e bielorrussas nas plataformas, bem como a proibição temporária das equipes dos países a participarem de qualquer evento de esportes eletrônicos.

publicidade

“Vocês, definitivamente, estão cientes do que está acontecendo na Ucrânia neste momento. A Rússia declara guerra não à Ucrânia, mas para todo o mundo civilizado. Se você apoia os valores humanos, deveria deixar o mercado russo!”, declarou.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar