Meta reduz alcance de publicações na Rússia para Facebook e Instagram

Com a finalidade de diminuir a influência dos veículos de comunicação utilizados pelo governo russo, a Meta aplicou uma medida na qual o Facebook e Instagram reduzem o alcance das publicações na Rússia.

publicidade

A medida fará com que posts feitos pelas páginas das mídias estatais do país através das redes sociais tenham seu alcance reduzido diretamente noo algoritmo das plataformas.

A notícia vem logo após a empresa ter bloqueado o Russia Today (RT) e o Sputnik, medida que a empresa julgou não ser o suficiente para dar um basta à propaganda governamental mentirosa do presidente Vladimir Putin.

A nova ação, no entanto, será aplicada até em postagens que contenham links de mídias sociais controladas pelo estado russo, ideia semelhante à aplicada nas fake news sobre vacinas e Covid -19.

publicidade

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Redes reduzem alcance de publicações na Rússia e ainda avisam sobre links sem credibilidade

alerta sobre conteúdo ligado à mídia russa
Facebook alerta sobre conteúdo ligado à mídia russa (Imagem: Reprodução/Meta)

Assim como mostrado na imagem, as publicações ainda serão permitidas, mas rótulos avisarão que os links são controlados pela mídia russa e que podem não passar credibilidade.

Sendo a ação mais fervorosa de uma mídia social contra a Rússia, e aliada aos bloqueios impostos na RT (site bastante presente nas mídias sociais com milhões de seguidores só no Facebook), ela coloca a Meta como uma das empresas que mais está combatendo as ações do governo russo durante esse conflito – juntamente com o Google.

publicidade

Facebook e Instagram bloquearam RT e o Google acaba de anunciar que vai censurar nosso canal no YouTube“, disse a RT em seu Facebook.

Essa redução em páginas já marcadas com o rótulo de identificação de vínculo com as autoridades russas foi tomada após pedidos de vários governos mundiais e deixou o governo russo bastante irritado, ameaçando até a banir as plataformas da Meta do país.

Outros bloqueios contra a Rússia

Além dessas duas medidas, o Facebook também está bloqueando automaticamente os perfis de moradores da Rússia e Ucrânia (uns para os outros) para impedir o vazamento de lista de amigos e impedir o download de imagens.

Além disso, agora, todos os chats nas áreas do conflito são criptografados. Empresas de mídia russa também estão proibidas de comprar ads (postagens pagas).

publicidade

Outras redes sociais estão seguindo os passos da Meta, rotulando matérias tendenciosas. Enquanto isso, o Google foi mais radical e passou a bloquear vídeos e sites ligados ao Kremlin para os europeus.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar