Homem casado com holograma vive crise matrimonial por motivo óbvio

Casado com um holograma de uma cantora pop desde 2018, Akihiko Kondo, um japonês de 38 anos está vivendo uma crise grave em seu relacionamento. O motivo? A falta de comunicação. Mesmo sendo algo comum em jovens casais, a parte inusitada aqui é que, além do fato de sua companheira ser um holograma, o motivo da dificuldade é um problema técnico.

publicidade
Akihiko Kondo e sua esposa Hatsune Miku
Akihiko Kondo e sua esposa Hatsune Miku posando para uma foto de casal (Imagem: Reprodução / @akihikokondosk via Instagram)

Problemas conjugais é um assunto muito sério – afinal, relações interpessoais envolvem pessoas, seres complicadíssimos. Na tentativa de fugir desses problemas o japonês decidiu então se casar com um holograma, numa cerimônia que custou 2 milhões de ienes, algo em torno de R$77 mil.

A história

O caso de Kondo começou em 2008, quando se apaixonou por Hatsune Miku, uma “garota” de cabelo azul-turquesa. Ao que parece, o sentimento pela personagem foi resultado das longas horas assistindo aos vídeos de sua amada num período em que sofria bullying no trabalho e passava seu tempo livre em casa.

publicidade

Devido ao preconceito que sofria por sua preferência por personagens de animes, jogos e mangás, algo bem popular no Japão, ele demorou para assumir o que sentia.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Sendo mais específico, ele só conseguiu mesmo se unir a sua amada 9 anos depois, em 2017, quando adquiriu um dispositivo – na época, recém lançado por uma startup japonesa. 

casado com holograma
Akihiko Kondo e Hatsune Miku (Imagem: Reprodução / @akihikokondosk via Instagram)
publicidade

O dispositivo em questão é o que permite que ele interaja, através de um holograma, com a sua esposa, proporcionando até diálogos curtos através de Inteligência Artificial (IA).

Konda diz ter plena consciência de que Miku não é real e que as pessoas têm todo o direito de achar seu relacionamento algo estranho – mas ele diz que isso não muda, e nem mudará, seus sentimentos por ela.

“Meu amor por Miku não mudou”, disse ele. “Realizei a cerimônia de casamento porque pensei que poderia ficar com ela para sempre.”

Problemas no paraíso após anos de casado com o holograma: será essa a “crise dos cinco anos”?

O equipamento comprado por Konda, que permite que ele interaja com a Miku, é chamado Gatebox e custa mais de R$6 mil, mas seu suporte foi encerrado ainda durante a pandemia.

publicidade

Mesmo assim, Konda diz que a sua mulher estava “funcionando” perfeitamente e sempre o recebia calorosamente quando ele chegava em casa, até que um dia não o fez mais. Foi quando apareceu um erro de rede que até hoje não foi solucionado.

Triste e abatido, ele disse em entrevista que essa provavelmente é a famosa “crise dos cinco anos de casamento” e que “todos os casais passam por problemas”. Sendo assim, o dele é só mais um. Um jeito bem otimista de lidar com a situação.

Um detalhe interessante é que a fictosexualidade, ou “atração sexual por personagens fictícios”, é algo bem comum hoje em dia. Casos de pessoas com relacionamentos firmados com bonecos modernos existem aos montes no Japão.

Então, é provável que ele encontre uma solução para o seu problema conjugal logo. Só que, ao invés de ir à terapia, ele provavelmente vai levá-la a um técnico – o que pode sair bem mais barato e dar bem menos dor de cabeça.

Comenta aí o que você acha do caso de Konda, o japonês casado com um holograma!

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar