Independência financeira? Veja como criptomoedas ajudarão população de baixa renda

O rapper Jay-Z e o cofundador do Twitter, Jack Dorsey, anunciaram a criação de um novo projeto. Trata-se da “academia do bitcoin”, uma iniciativa que aproxima a realidade das criptomoedas para a população de baixa renda. 

publicidade
(Imagem: Bit Magazine)

Como assim Bitcoin para baixa renda?

O Rapper Jay-Z escolheu sua região natal para iniciar a “academia do bitcoin”, tradução livre para Bitcoin Academy, que é um programa de educação financeira gratuito. As primeiras aulas serão ministradas no Brooklyn, bairro de New York onde o rapper foi criado. 

Conforme afirmado em anúncio, na conta dele do Twitter, o objetivo é fornecer às pessoas de baixa renda as ferramentas necessárias para elas conseguirem construir uma independência financeira para si próprias e para a comunidade nas proximidades. No entanto, o programa ainda não foi estabelecido integralmente. 

publicidade

Pelo que se sabe até o momento, a “academia do bitcoin” irá oferecer aulas presenciais e online com personalidades associadas ao universo dos investimentos, não só em bitcoin, como também em todas as outras criptomoedas. As temáticas ensinadas vão desde o básico sobre: o que é uma moeda digital até como se precaver de fraudes que usam o assunto como isca. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Segundo o TechCrunch, o cofundador do Twitter, aproveitou para incentivar o foco educacional no bitcoin e outras moedas. Por esta razão ele reforça que a escola vai muito além do bitcoin, pois estimula o pensamento a longo prazo, economias locais e autoconfiança. 

“Os cursos são gratuitos para todos os residentes do Brooklyn, incluindo as crianças. E para facilitar ainda mais estamos fornecendo dispositivos e planos de dados para todos que precisarem”, afirmou Dorsey em seu perfil da rede social. 

publicidade

Programação da “academia do bitcoin”

O currículo abordará como funciona a tecnologia blockchain e como identificar fraudes. Também incluirá aulas presenciais e online de Lamar Wilson, operador do Black Bitcoin Billionaire, e Najah J. Roberts, fundadora e CEO do espaço de eventos e educação Crypto Blockchain Plug.

Cada participante receberá um smartphone, dispositivo móvel de WiFi e um plano de dados de um ano, além de uma pequena quantidade de bitcoin para aprender a investir. Uma programação de ensino chamada “Crypto Kids Camp” também será oferecida para crianças e adolescentes de 5 a 17 anos.

Jay-Z além da “academia do bitcoin” 

Vale destacar que a ‘academia do bitcoin’ não é o primeiro projeto em que Jay-Z e Jack Dorsey colaboram. No último ano, eles lançaram o Btrust, um fundo de bitcoin que se concentrou no desenvolvimento da criptomoeda na África e na Índia. Jay-Z e Dorsey fizeram uma doação inicial de 500 BTC, que totalizou quase US$ 24 milhões na época, tornando o Btrust um dos maiores fundos de desenvolvimento.

Além do bitcoin e das criptomoedas, o rapper também está envolvido com os tokens não fungíveis (NFTs). No último ano, Jay-Z leiloou um NFT na Sotheby’s por US$ 139 mil. Os lucros da venda foram para a Fundação Shawn Carter e outras instituições de caridade que Jay-Z apoia. A arte digital criada pelo artista Derric Adams marcou o 25º aniversário de seu álbum Reasonable Doubt.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar