Inteligência artificial assustadora traz “mortos” à vida

A evolução da inteligência artificial agora foi implementada em um aplicativo. A plataforma, que pode ser um tanto quanto assustadora para algumas pessoas, traz “mortos” de volta à vida. 

publicidade
Inteligência artificial assustadora traz "mortos" à vida
Inteligência artificial assustadora traz “mortos” à vida. (Imagem: Divulgação/My Heritage Blog)

Na prática, as imagens inseridas no aplicativo são transformadas em breves vídeos que dão vida a retratos de anos ou séculos de idade. Isso porque, a inteligência artificial faz animações fazendo com que os personagens se movimentem, seja mexendo a cabeça, sorrindo, piscando e mais. 

O resultado é bastante semelhante às imagens retratadas em retratos, jornais e quadros na saga de Harry Potter. O aplicativo MyHeritage possui sede em Israel, e não está aleatório à taxação de “esquisito”, “assustador” e “mágico que o aplicativo recebe dos mais diversos usuários. 

publicidade

Exemplos de uso da inteligência artificial 

A nova tecnologia levantou questionamentos sobre, a que ponto os usuários estão dispostos a deixar a animação do vídeo evoluir. Um exemplo é Cherie, moradora de Orlando nos Estados Unidos da América (EUA), que teve uma profunda nostalgia enquanto navegava pela internet há cerca de um ano atrás. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ela se deparou com diversos vídeos em uma rede social, todos com legendas explicativas sobre como uma nova plataforma poderia trazer os mortos de volta à vida. Algumas pessoas usaram figuras históricas como Winston Churchill e a rainha Victoria como exemplo. Outros já preferem ter a experiência com parentes mortos. 

Cherie usou a foto do pai, Rick, falecido em 2013 aos 67 anos. A imagem estática que a princípio retratava Rick, de repente começou a piscar e observar ao redor como se realmente estivesse ali presente. Em um vídeo de 15 segundos, Cherie conquistou a atenção de 5,5 milhões de espectadores que a viram nitidamente em choque.

publicidade

Ela conta que não foi exatamente um sentimento triste, mas sim uma sensação de imensa felicidade por vê-lo novamente. O veterano de guerra norte-americano, Jake Larson, de 99 anos, popularmente conhecido como Papa Jake também participou da experiência com a nova inteligência artificial. 

Com a ajuda da neta, ele usou a inteligência artificial em uma foto de Lola, a falecida esposa. No vídeo gravado pela neta para captar a reação, é possível vê-lo enxugando as lágrimas enquanto é dominado pela emoção. 

Resultados da inteligência artificial 

O aplicativo My Heritage oferece uma variedade de serviços de história familiar, desde testes de DNA à capacidade de rastrear a árvore genealógica. Porém, a ferramenta mais popular é a Deep Nostalgia, que se constitui da animação de imagens estáticas. 

Esta ferramenta foi elaborada pela empresa Tel Aviv D-ID, especializada em vídeo com inteligência artificial. Desde o lançamento deste novo recurso em fevereiro do ano passado, a plataforma já fez mais de 100 milhões de animações.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar