A Starlink será a melhor opção de internet fora da cidade “grande”; pronta para operar e com velocidades altas

Quando Elon Musk, o fundador e CEO da SpaceX, primeiramente comentou sobre os seus planos da Starlink, internet via satélite de qualidade e acessível, muitos riram da sua cara. O plano parecia algo que não tinha futuro, mas agora, o serviço está se espalhando numa velocidade incrível estando disponível para envio imediato em 32 países.

publicidade

 

32 países
Mapa de disponibilidade do Starlink (Imagem: Reprodução / @SpaceX via Twitter)

O anúncio impressiona, principalmente em período de escassez de componentes. Um quadro completamente diferente dos problemas anteriores que a empresa estava enfrentando com as produções, chegando até a fazer com que clientes esperassem meses para receber suas antenas.

publicidade

Starlink tem disponibilidade de envio “imediato” para 32 países

O anúncio veio através de um tweet com uma captura de tela, onde era mostrado um mapa dos locais onde o serviço estaria disponível.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em resumo, na maior parte da Europa e América do Norte, e partes específicas da América do Sul, Austrália e Nova Zelândia.

Além disso, uma boa parte dos países restantes têm áreas marcadas como “em breve”, o que significa que a empresa está correndo para levar o seu serviço para ainda mais locais, provavelmente no próximo ano.

publicidade

No início do ano de 2022, a SpaceX afirmava ter disponibilidade em apenas 25 países, mas a maior novidade mesmo é a disponibilidade imediata que a empresa afirma ter em alguns locais.

Confira abaixo o tweet feito pela SpaceX:

Starlink está agora disponível em 32 países ao redor do mundo. As pessoas que fizerem pedidos de áreas marcadas como “disponíveis” terão seu Starlink enviado imediatamente → http://starlink.com/map

Preços dos serviços da Starlink

Embora a ideia por trás da Starlink seja descomplicar a vida dos usuários que precisam de acesso, mas não são atendidos em suas regiões, os preços do serviço não são dos mais convidativos.

publicidade

Para começar, o envio do pacote inicial sai por US $599 (basicamente R$3 mil), com um adicional da taxa mensal de US $110 (algo em torno de R$560).

Mesmo assim, o serviço parece ser de extrema qualidade, entregando taxas de downloads de até 500 Mbps.

Já no Brasil, espera-se que o serviço se adéque às normas do mercado interno até o ano que vem, através da Starlink Brasil Holding Ltda.

Outro requisito ao qual a empresa deve se atentar é ao acordo feito, onde a empresa só pode funcionar se não interferir com outros sistemas de satélite.

Aqui no Brasil, o serviço aparece com o status de “disponível” para pedido imediato, nas regiões dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Santa Catarina.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar