A SpaceX é prestadora de serviços da NASA para lançamento de foguetes, mas respeita prazos?

Parece que Elon Musk não tem um relacionamento tão bom assim com a Agência Espacial Norte-Americana (NASA). Fontes indicam que a agência está pressionando a SpaceX, empresa do bilionário voltada para a exploração espacial, em relação aos seus planos de lançamento de foguetes, especialmente o Starship.

publicidade
Nasa está pressionando a SpaceX
Testes da SpaceX colocam missões da Nasa em perigo (Imagem: Reprodução / SpaceX)

NASA está pressionando a SpaceX: planos da empresa podem colocar futuras missões da Agência em perigo

Segundo os rumores, a agência está exigindo garantias de que o lançamento do foguete Starship não afetará a estrutura e rotina de lançamentos na região próxima à Cabo Canaveral, na Flórida. Antes, esse era o principal ponto de lançamento de foguetes para o espaço nos EUA.

A confusão está acontecendo porque a SpaceX decidiu acelerar a construção de uma plataforma exclusiva para o lançamento da Starship. A plataforma serve apenas como alternativa de lançamento e desenvolvimento de testes para o foguete.

publicidade

O local principal ainda continuará sendo em Boca Chica, Texas (mesmo precisando se adaptar as exigências da FAA contra problemas ambientais ocasionado por seus testes). Resumindo, a base texana ainda sob investigação regulatória e só estará disponível, talvez, a partir da próxima semana.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A situação deixou alguns funcionários da NASA em alerta, já que a Launch Complex 39A, uma das instalações existentes da SpaceX na Flórida, no Kennedy Space Center, é a única plataforma aprovada para lançar a cápsula Crew Dragon da empresa.

Esta é a cápsula da qual a Agência necessita para fazer o transporte de astronautas para a Estação Espacial Internacional (ISS).

publicidade

O medo é de que uma possível explosão possa afetar o funcionamento das instalações, efetivamente paralisando o transporte dos astronautas dos Estados Unidos indo para a ISS.

Todos nós reconhecemos que se você tivesse uma falha precoce como tivemos em um dos primeiros voos da SpaceX, seria bastante devastador para 39A”, comentou a chefe de operações espaciais da NASA, Kathy Lueders, durante uma discussão aberta com a SpaceX.

A SpaceX vem investindo pesado na construção da plataforma para a Starship. Essa plataforma, entretanto, fica a apenas algumas centenas de metros da torre de lançamento da plataforma 39A.

SpaceX e Starship

Em compensação, a empresa afirmou estar estudando formas de tornar suas plataformas mais duráveis. Incluindo proteção contra às forças geradas por uma decolagem bem-sucedida e até mesmo acidentes.

publicidade

Outro problema para a empresa de Elon Musk é que a Starship trabalha com um novo oxigênio líquido e combustível de metano, uma combinação com a qual a Agência Espacial ainda não tem familiaridade. Sendo assim, a SpaceX terá que provar que esses propulsores não vão danificar o 39A.

Ainda com complicações, Musk confirmou em seu Twitter que a Starship já deve começar com seus voos a partir do próximo mês, mantendo uma programação mensal a partir daí.

A Starship estará pronta para voar no próximo mês. Eu estava na baía alta e na mega baía ontem à noite revisando o progresso.“, disse Musk em seu tweet. “Teremos uma segunda carga da Starship pronta para voo em agosto e depois disso mensalmente“, completou.

A Starship foi planejada para substituir naves como a Falcon 9 e Falcon Heavy, e até mesmo a própria cápsula Dragon. Segundo a empresa, assim que pronta ela poderá ser utilizada tanto para o lançamento para órbita terrestre, quanto para voos mais longos, incluindo missões em ambiente cislunar e até transporte a Marte.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar