Investidores de cripto surpreendem com posição, apesar de oscilações dos NFTs e Ethereum

O ano de 2021 foi o ano das criptomoedas e NFTs, pelo menos até os três primeiros trimestres, isso porque no fim do ano passado o mercado de criptomoedas, e todas as tecnologias relacionadas, sofreram uma queda gigantesca, a ponto de criar instabilidade no mercado de NFTs.

publicidade
instabilidade no mercado de NFTs
Preço das NFTs despenca com o valor do Ethereum (Imagem: AlphaTradeZone/pexels)

Os famosos tokens não fungíveis (NFTs), vem tendo um desempenho imensamente inferior ao demonstrado no último ano. Um exemplo disso são as NFTs do BAYC (Bored Ape Yacht Club), que no mês de maio tiveram uma queda enorme, principalmente neste último mês.

Pessoas que compraram um BAYC há quatro semanas, pelo preço mínimo, se deparam hoje com uma perda de quase US$250 mil

publicidade

Instabilidade no mercado de NFTs vai além da queda do ETH

A parte estranha é que o ETH (criptomoeda Ethereum) caiu “apenas” cerca de 30% nos últimos 30 dias, enquanto isso, as NFTs parecem ter despencado em mais da metade de seu valor, cerca de 60%.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Isso pode indicar que o preço nas negociações das criptomoedas é só uma parte do problema com as NFTs e que elas estão perdendo seu apelo ao público.

Além dos preços, o volume de negociações também caiu bastante. Em janeiro deste ano, as negociações em NFTs movimentaram mais de US$16 bilhões e, de lá para cá, o número não chegou nem a US$4 bilhões.

publicidade

E isso parece estar ocorrendo de uma forma generalizada. Até as pesquisas no Google sobre o assunto tiveram uma queda surpreendente.

O pico das pesquisas com o termo NFTs aconteceu no final de janeiro, seguido de quedas constantes nos períodos seguintes, indicando talvez um baixo interesse para novos usuários.

Ethereum em apuros

Mesmo não sendo o único vilão, o fato da criptomoeda ETH ter sofrido uma queda o seu valor e número de transações, certamente, exerce influência sobre as oscilações nos NFTs.

É possível até cogitar a possibilidade de o desinteresse nas NFTs terem afetado diretamente o preço do ETH.

publicidade

Mesmo assim, o volume de transações do ETH caiu 80% se comparado ao ano anterior, mas além do caso das NFTs, esse padrão comportamental está alinhado com o mercado internacional, que vive uma crise em todos os setores, principalmente os de tecnologia.

Entretanto, existe um grupo de investidores que parece estar indo contra a maré.

Os “Holders” (investidores que guardam criptomoedas e NFTs por longos períodos) estão aumentando cada vez mais a sua participação no mercado.

Justamente por isso, as carteiras que detêm ETH há mais de um ano já possuem, em conjunto, mais da metade de todo o Ethereum em circulação.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar