Motivo para o ser humano ter câncer é descoberto por cientistas

Você sabia que os seres humanos são os primatas que mais sofrem com câncer? E não, não é por causa da alimentação. Pelo menos é o que diz um estudo que foi publicado na Cell Reports. Ao que parece, cientistas descobriram um dos maiores motivos para sermos tão suscetíveis à doenças cancerígenas, segundo a pesquisa, a maior causa do câncer no ser humano é uma mudança que ocorreu no nosso DNA.

publicidade
DNA
Mutação no DNA pode ser o grande culpado pelo câncer (Imagem: National Cancer Institute on Unsplash)

A pesquisa foi feita por cientistas do Memorial Sloan Kettering Cancer Center nos Estados Unidos, que ao fazer uma comparação minuciosa entre centenas de genes humanos e de outros primatas chegaram à conclusão de que nosso DNA passou por uma mutação no gene BRCA2.

Por que isso é ruim?

Para entender a gravidade dessa mutação é preciso que saibamos, antes de tudo, que o gene BRCA2 está relacionado com o processo de regeneração do DNA Após a mutação. Estima-se que os humanos, quando comparados com outros primatas, perderam cerca de 20% da sua capacidade total de regeneração.

publicidade

A descoberta é importante porque esse processo de regeneração de DNA é justamente nosso sistema defensivo contra cânceres, anomalias genéticas no DNA de células que passam a trabalhar de forma errada.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Será essa mesmo a causa do câncer no ser humano?

Estudos anteriores já indicavam que pessoas que possuíam certas variantes neste gene tinham uma propensão muito maior a desenvolver alguns tipos de câncer (como de mama, por exemplo). Mas, essa nova revelação traz um pouco mais de luz para esse assunto.

Os pesquisadores ainda não sabem ao certo o que levou à mutação no BRCA2, tornando-o menos ativo. Contudo, uma das possibilidades é a de que os humanos passaram por períodos onde tinham que se reproduzir muito, e as mutações no gene foram a forma natural de aumentar a fertilidade.

publicidade

E agora?

Esse conhecimento é extremamente importante. Com ele, os cientistas podem estudar novas formas de tratamento localizadas tendo o BRCA2 como alvo e se ele realmente tiver culpa no cartório podemos presenciar uma revolução na medicina – afinal de contas, nada é mais efetivo do que arrancar o mal pela raiz.

Esses resultados também vieram em um momento muito oportuno. Em abril, pesquisadores do Reino Unido mapearam tumores em cerca de 12 mil pessoas e como resultado descobriram novos padrões genéticos do câncer.

Tudo isso pode culminar em formas mais eficazes de prevenir e tratar essas doenças.

Já imaginou um futuro livre de câncer e outras doenças do tipo? Comenta aí o que você achou dessa notícia!

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar