Netflix quer acabar com uma mordomia que você adora

Agora chega! A Netflix vai acabar com a ideia de trabalhar somente com conteúdos “frios”, mas de um jeito mais barato e acessível a todos. A empresa está focada em reestabelecer parâmetros e valores de assinantes individuais em sua plataforma para atender a todos os seus públicos de forma igualitária pelo valor cobrado.

publicidade
(Imagem: Glenn Carstens Peters/Unsplash)

Netflix planeja arrecadar novos assinantes com toda a experiência “ao vivo” da televisão

Transmissões ao vivo em plataformas de streaming não são uma novidade, mas crescem a cada dia que passa. A Netflix não pretendia seguir esse caminho, mas a recente queda no número de assinantes individuais em sua plataforma os levou a repensar suas estratégias.

A empresa americana já tinha projetos nesse aspecto, mas estavam todos engavetados – na maioria das vezes, por falta de recursos para investir em tecnologia para colocar em prática as atividades e transmissões ao vivo. Isso agora acabou.

publicidade

O foco principal da empresa americana é investir massivamente em tecnologias que tragam de volta toda a experiência dos programas ao vivo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A estimativa é com programas sem roteiros, como shows, interações de auditório e especiais de stand-up não editados — como acompanhar a turnê de um artista desse tipo.

Segundo as informações do Deadline, o processo estaria no início, mas em forma acelerada na tentativa de reverter os números negativos da última avaliação para os acionistas.

publicidade

A interatividade em foco na plataforma

A empresa, supostamente, planeja lançar a capacidade de interações ao vivo com seu público, mas ainda esta nos estágios iniciais de desenvolvimento.

Em resumo, isso significaria que a Netflix conseguiria efetivar uma votação ao vivo para séries de competição ou concursos de talentos.

Um dos principais projetos da Netflix, “Is A Joke”, que consiste em um evento de comédia ao vivo, que antes contou com cerca de 300 apresentações de stand-up gravados Los Angeles. 

Os artistas que fizeram parte do programa são os famosos Dave Chappelle, Larry David e Pete Davidson, além de muitos outros talentos. Os shows estavam sendo filmados com intenção de colocar em torno de doze no catálogo. 

publicidade

Com os planos dando certo, no futuro, a Netflix poderia transmitir shows ao vivo, mantendo alguns segundos de delay (atraso), caso a apresentação “saia de controle”.

A grande dúvida ainda é se a plataforma de streaming pretende elevar suas expectativas para eventos ao vivo nas transmissões esportivas. O documentário sobre a Fórmula 1 já existe e quem sabe não seria a hora de fazer uma parceria com a F1 TV e oferecer as corridas para os assinantes, mesmo após a transmissão oficial?

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar