Pesquisa revela como o público faz para assistir a Netflix de graça sem pagar mensalidade

A Netflix compartilhou projeções assustadores de números que representam a sua base de usuários. Agora, alguns dias depois, um levantamento feito pela Morning Consult revelou dados tão preocupantes quanto. Ao que tudo indica, pelo menos 1 em cada 10 adultos entrevistados usa senha de outra pessoa para acessar o aplicativo e assistir a Netflix de graça (isso contando apenas pessoas que não moram na mesma casa).

publicidade
assistir a Netflix de graça
Pesquisa indica que mais de dois terços dos usuários da Netflix compartilham suas senhas (Imagem: Souvik Banerjee on Unsplash )

Segundo os dados, o número de pessoas que não assina o serviço, mas que o utiliza através de uma assinatura de terceiros, residentes em endereços diferentes, supera os 28 milhões. Números bem mais graves do que os 2 milhões de assinantes que a Netflix previu perder nos próximos 3 meses.

Usuários compartilha as senhas para assistir a Netflix de graça, ou quase

A pesquisa foi feita com apenas 2 mil adultos nos Estados Unidos entre os dias 15 e 17 de abril.

publicidade

Isso significa que a margem de erro é imensurável, já que o número de amostras para coleta de dados é tão baixo, se comparado ao número de usuários na plataforma distribuídos pelo mundo todo. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A própria Netflix faz uma estimativa de que esse número ultrapasse os 100 milhões e diz que não está nem um pouco satisfeita com essa situação de compartilhamento de senhas entre pessoas de casas diferentes.

Os números

Os dados também indicaram que quase um terço dos usuários entrevistados disseram que não compartilhavam suas senhas.

publicidade

Entretanto, metade dos usuários que compartilham senhas disseram que considerariam fazer uma assinatura do serviço caso não pudessem mais compartilhar contas por algum motivo.

A Netflix tem mais de 220 milhões de assinantes, com uma estimativa de 50% desse número com contas compartilhadas.

Isso quer dizer que, se não fosse possível fazer o compartilhamento de credenciais, o número de assinantes da plataforma provavelmente ultrapassaria fácil os 300 milhões.

Netflix já está de olho nesse esquema

É válido lembrar que a gigante do entretenimento parecia não se importar com essa situação, mesmo já tendo conhecimento sobre ha bastante tempo, mas no final do ano passado para o início deste ano, a plataforma começou a testar uma ferramenta para bloquear contas compartilhadas!

publicidade

Na época, a empresa havia expressado que essa era uma situação normal (os usuários compartilhando contas de serviços), mas com os números recentes pode ser que vejamos uma atitude bem mais agressiva a esse respeito, por parte da Netflix.

Há tanto compartilhamento de senha legítima, como você compartilha com seu cônjuge, com seus filhos, então não há nenhuma linha clara, e estamos indo bem como estamos”, disse hasting, o co-CEO da Netflix, no período em questão.

A ferramenta que eles estavam testando iria impor limites em contas acessadas de mais de um endereço, chegando até a bloqueá-las se necessário fosse. De lá para cá, pouco tem se falado nela, mas acreditamos que já esteja quase pronta.

Já no Chile, Costa Rica e Peru os assinantes têm a opção de pagar uma taxa extra de até US $3 para poder compartilhar sua conta com pessoas em outra residência, algo que poderia aumentar o faturamento da empresa em mais de US $1,5 bilhão se adotado globalmente.

E você? Usa a Netflix compartilhada ou não? Comenta aí!

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar