Samsung quer abolir de vez venda de celulares com carregador

Depois de criticar abertamente o iPhone, dizendo que o celulares com carregador são essenciais, a Samsung “queimou a língua” e decidiu fazer o mesmo com as linhas Galaxy SE Note. Outros aparelhos devem ser atingidos. 

publicidade
Samsung que abolir de vez venda de celulares com carregador
Samsung que abolir de vez venda de celulares com carregador (Imagem:: Divulgação | Samsung)

De acordo com o World Today News, o modelo Galaxy F23 lançado na Índia já não vem com o carregador na caixa (e esse nem é um modelo de ponta cujo preço poderia ser levado em consideração). 

O fato é que a empresa já se prepara para que o carregador não esteja mais disponível em toda sua linha. Segundo boatos, a próxima a ser afetada com tal decisão é a linha Galaxy A.

publicidade

Celular com carregador não será mais o padrão de venda

De acordo com informações publicadas no site Onsitego, feitas pelo insider Yogesh Brar, o Galaxy F23 é um celular intermediário por vir já com o processador Snapdragon 750G, conjunto de câmeras traseira tripla, bateria de 5.000 mah e Android 12 de fábrica.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brar confirma o preço por 17.499 rúpias (aproximadamente R$1.100) e afirma que na embalagem vem a informação de que não acompanha o carregador – ficando a critério do consumidor usar um antigo, um não-oficial da marca ou adquirir um novo com carregamento rápido.

(Foto: PxHere)
publicidade

Lembrando que o Galaxy A13 5G (classificado entre as linhas Galaxy F Galaxy S) já não vem acompanhado de carregador e fones de ouvido. O celular é considerado entre uma linha intermediária e de ponta e foi lançado em dezembro de 2021.

Depois da Apple remover os carregadores a partir da linha iPhone 12, um dos modelos mais vendidos da maçã, a Samsung tinha tomado a decisão de fazer o mesmo nas linhas Galaxy S, Z Fold e Z Flip. Agora, parece que de novo seguirá o rumo que a Apple tomou e fazer o mesmo com os modelos mais antigos.

O que parecia ser restrito apenas aos celulares topo de linha, ao que tudo indica, afetará os intermediários e de entrada, tornando um padrão geral da empresa.

Compromisso com o meio ambiente ou aumento de lucros?

Diminuir o lixo eletrônico pelo qual as empresas de tecnologia são sempre acusadas foi o motivo alegado pela Apple que decidiu adotar um “compromisso com o meio ambiente”. Os críticos, contudo, acusam a marca de querer aumentar a margem de lucros.

publicidade

Tal medida vai contra a União Europeia, que exige um padrão universal de carregamento para todos dispositivos e manter a porta Lightning.

Na época, a empresa alegou que logo todo o mercado de smartphone iria adotar a mesma medida e, apesar de ter sido “zoada” pela Samsung, na época é o que está acontecendo no momento.

De acordo com o site de uma loja europeia, não só o Galaxy M23 virá sem o carregador, mas também o Galaxy M33 (dois celulares de entrada da empresa para pessoas sem tanto poder aquisitivo). 

Por enquanto, a Apple e Samsung são as únicas a adotar a medida (no caso da empresa sul-coreana os tablets também passarão a vir sem o acessório), enquanto suas concorrentes mais diretas  – como Motorola, Realme, Xiaomi e Redmi – continuam disponibilizando o carregador sem previsão de mudanças.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar