São Paulo ganha máquina que recicla celular usado

A cidade de São Paulo ganhou duas máquinas automáticas que reciclam celular usado. O lançamento foi feito pela Trocafone, que atua na compra de aparelhos antigos e que já não são mais usados. 

publicidade
São Paulo ganha máquina que recicla celular usado
São Paulo ganha máquina que recicla celular usado. (Imagem: Divulgação/Trocafone)

A ideia consiste na análise do aparelho inserido no dispenser da máquina, que então avalia o valor que ele pode ter para a venda e por fim entrega o dinheiro para o usuário no mesmo instante. Com a compra de um celular novo, a venda do antigo aparelho tende a ser o caminho mais fácil e direto para quem deseja reduzir o impacto dos preços cada vez mais altos. 

Normalmente, este processo leva algum tempo, dias, na verdade. Porém, uma empresa brasileira resolveu reduzir este tempo pensando justamente na agilidade desejada por quem está com pressa em vender o celular usado e obter alguma quantia por ele. 

publicidade

É este o papel da Trocafone, que inaugurou dois quiosques com atendimento automático na cidade de São Paulo, um no Shopping Bourbon, situado na zona oeste da capital, outro em um supermercado Carrefour, localizado no bairro Pinheiros. O atendimento ao proprietário do smartphone é realizado diretamente no Shopping Machine, como o equipamento foi batizado. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Como é feita a reciclagem do celular?

Na prática, ao chegar à máquina, o interessado deve preencher um formulário com os dados pessoais e do dispositivo que deseja vender, incluindo detalhes como IMEI do aparelho. Segundo a Trocafone, startup de compra e venda de dispositivos móveis seminovos, o celular é avaliado na hora pelo Shopping Machine, de forma completamente automática. 

Se o celular for aprovado na etapa de análise, o valor oferecido é apresentado e o usuário escolhe se aceita ou não a quantia. Se ele concordar com a venda, a transação é finalizada e o dono do smartphone recebe o dinheiro na hora via Pix. O serviço de compra automatizada foi desenvolvido com foco na economia circular, oferecendo uma nova alternativa para quem pretende reciclar o dispositivo. 

publicidade

O atendimento automático também permite um orçamento separado de outro aparelho, para que o interessado possa saber quanto está valendo um celular que ele ainda não trouxe para vender. Outro serviço é o de reciclagem de dispositivos, que paga R$ 20 por qualquer telefone móvel depositado.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar