Seul quer surpreender ao virar uma cidade completa no metaverso em menos de cinco anos

A cidade pretende ter sua própria versão através da realidade virtual em breve. Seul quer virar uma cidade no metaverso em menos de cinco anos, onde os residentes poderão até entrar em contato direto com o avatar do prefeito para fazer reclamações.

publicidade
Metaverso
Metaverso (Imagem: Tumisu via Pixabay)

A mesma cidade, mas inserida no metaverso

Nenhum espanto ao descobrir o fato sobre um dos países mais desenvolvidos e engajados com a tecnologia, a Coreia do Sul.

A informação foi revelada no evento que se encerrou ontem (4), o MIT Tech Review Future Compute, envolvendo os maiores especialistas em computação voltada para a inovação futura.

publicidade

A capital da Coreia do Sul pretende se tornar a primeira e talvez a melhor cidade dentro do metaverso no mundo — o físico mesmo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Através do governo metropolitano da cidade — uma espécie de prefeitura —, Seul deu as informações sobre o plano ousado de se tornar uma cidade virtual em até cinco anos.

O objetivo da cidade é ser um mecanismo de comunicação e proximidade — sem contato físico — com seus cidadãos.

publicidade

A fase inicial (2022-26), prevê a disponibilização de serviços em seis áreas: economia, educação, cultura e turismo, comunicação, urbanização e administração, para a versão da capital coreana no metaverso.

Nas fases seguintes, o sistema será mais aberto para a liberdade criativa de outros usuários residentes da capital e tenham ideias benéficas para todos os moradores.

“Eventualmente, os usuários poderão criar cenas e serviços para outros usuários, como shows e exposições de arte, para que a experiência virtual das pessoas possa ser mais divertida e interativa”

Outro ponto é a pretensão em desenvolver as principais atrações turísticas, festivais e exposições no metaverso, para aqueles que não podem comparecer fisicamente.

publicidade

Seul no metaverso: muito além de diversão

Além de todos os serviços citados acima, a capital coreana pretende que sua cidade virtual seja um canal aberto e direto com os cidadãos.

Está em foco também os serviços públicos vitais através do metaverso: registro de reclamações, fazer consultas, buscar imóveis e informações sobre impostos.

A grande curiosidade está em possibilitar configurações personalizadas, seja para reuniões, conferências ou fóruns, introduzindo escritórios que permitam aos funcionários da cidade trabalharem remotamente, simulando a experiência da forma física e presencial.

A Coreia do Sul é, de fato, uma das maiores comunidades com envolvimento direto em inovação. O país busca estar sempre na vanguarda quando se trata de tecnologia em qualquer aspecto.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar