ciberataque

Uber confirma vazamento de dados de 57 milhões de usuários em 2016

A  empresa de mobilidade urbana pagou US$ 100 mil a cibercriminosos para apagarem os dados roubados num ciberataque ocorrido em outubro de 2016. A notícia do roubo, que afetou a informação pessoal de cerca de 57 milhões de usuários, foi avançada pela Bloomberg e posteriormente confirmada pela companhia.

Thales aposta em sistemas com cibersegurança para setor metroferroviário

Tema recorrente na mídia, a sofisticação dos ataques de hackers a sistemas públicos já é uma realidade enfrentada pelo setor metroferroviário. Os ciberataques podem não só paralisar os serviços, mas também provocar acidentes. E o sistema metroferroviário não está imune a este perigo. Na Polônia, por exemplo, um jovem invadiu um sistema de VLT por meio de um controle remoto de TV e provocou o descarrilamento de quatro veículos, ferindo 12 pessoas.

ShadowPad foi detectado no Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru

Os especialistas da Kaspersky Lab descobriram um backdoor plantado no software de gerenciamento de servidores NetSarang que é usado por centenas de grandes empresas em todo o mundo. Esta ameaça quando ativada permite que cibercriminosos baixem conteúdos maliciosos ou roubem dados.

Ciberataque a rede FriendFinder expõe 412 milhões de contas

Um ataque pirata à rede FriendFinder, que detém os sites para adultos AdultFriendFinder, Cams.com, Penthouse e Stripshow, expôs dados de 412 milhões de contas de usuários. O incidente foi noticiado pelo site Leaked Source e é o maior de 2016.

Netflix, Spotify e Twitter em baixo após ciberataque

Vários gigantes da Internet sofreram hoje um apagão na Costa Este dos Estados Unidos após um ciberataque de larga escala. Twitter, Netflix, Spotify, SoundCloud, PayPal, Diqus, Airbnb, Tumblr, GitHub, Reddit, Vox Media, até o New York Times, foram afetados.

Papéis do Panamá: versões desatualizadas permitiram ataque

As versões desatualizadas de um plugin do WordPress e do sistema de gestão de conteúdos Drupal foram as portas de entrada para o ataque informático à sociedade de advogados Mossack Fonseca, que resultou na extração e divulgação dos Papéis do Panamá.

China é o principal alvo de ataques de DDoS Reflection

Um estudo realizado pela Nexusguard aponta que a China é o principal alvo para os chamados ataques distribuídos de negação de serviço DDoS Reflection (DrDoS), com 61% de todas investidas detectadas pela companhia em setembro sendo destinadas a sistemas localizados no país.