Twitter será pago? Usuários temem assinatura na rede social

Desde que a compra do Twitter se tratava apenas de rumores, o bilionário da tecnologia, Elon Musk, declarou que não visava nenhum tipo de lucro financeiro com esta transação. Ainda assim, o CEO da Tesla, que já é o homem mais rico do mundo e, provavelmente, o primeiro trilionário em 2023, pretende arrecadar cerca de US$ 10 bilhões em receita até 2028. 

Twitter será pago? Usuários temem assinatura na rede social
Twitter será pago? Usuários temem assinatura na rede social. (Imagem: Pixabay)

A projeção feita pelo novo dono do Twitter é o dobro dos atuais US$ 5 bilhões que compõem a receita obtida pela plataforma em 2021. Diante das novas intenções de reestruturação da rede social, Musk já situou os investidores com uma amostra do que podem esperar do andamento da empresa. 

Twitter poderá oferecer serviço de assinatura

A princípio, uma das primeiras medidas que podem ser adotadas por Elon Musk consiste na inclusão do serviço de assinatura do Twitter. Porém, é importante especificar que a iniciativa se direciona exclusivamente à modalidade Twitter Blue. A estimativa é que 69 milhões de assinaturas sejam consolidadas até 2025, podendo chegar a 159 milhões até 2028.

A versão Blue do Twitter foi lançada em 2021 e consiste em um serviço de assinatura cujo custo mensal é de US$ 2,99 – o equivalente a R$ 15,20. Tal pagamento possibilita o acesso a recursos exclusivos, como o botão de “desfazer tweet”, personalizar o aplicativo e ler artigos sem nenhum anúncio. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Elon Musk também aguarda um crescimento expressivo por parte dos usuários do Twitter, ultrapassando a margem dos 217 milhões em 2021, podendo atingir a meta de 600 milhões em 2025 e 931 milhões em 2028. 

O serviço de assinatura do Twitter também pode ser implementado fora da versão Blue, embora um nome ainda não tenha sido definido. Com este novo recurso, Musk espera atrair mais de 100 milhões de assinantes até 2028. Nos últimos dias, o novo proprietário do Twitter mencionou a possibilidade de cobrar uma pequena quantia pelo uso da plataforma dos governos e corporações. 

Ao que tudo indica, o Twitter deve compor o restante da receita total projetada com anúncios. Para isso, a empresa deve arrecadar, aproximadamente, US$ 12 bilhões em publicidade até 2028. Os anúncios foram o principal fluxo de receita da plataforma em 2021, e agora devem representar somente 45% da receita total. 

Supostamente, os planos incluem uma arrecadação de US$ 15 milhões em algum tipo de negócio de pagamentos. Atualmente, o Twitter permite que os usuários deem dicas aos criadores, além de comprarem Super Follows e interagirem através de recursos limitados de compras que unem os usuários aos sites fornecedores para fazerem compras. 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Laura Alvarenga

Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia – MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR e Bit Magazine, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças e tecnologia.

Veja mais ›
Fechar