Acha complicado “apostar” no mercado cripto? A nova solução do Itaú pode facilitar seus planos

Enquanto o mercado de ativos digitais está passando por uma má fase que assusta os investidores, as empresas têm cada vez mais se comprometido com as tecnologias ligadas a blockchain e criptomoedas. Dessa vez a notícia é sobre o Itaú Unibanco e sua nova Itaú Digital Assets.

publicidade
Usuários "comemoram"
Novidade vai trazer mais opções de investimento para os clientes do banco (Imagem: Reprodução / Itaú)

A plataforma é uma unidade “tokenizadora” que o Itaú lançou há apenas alguns dias. Segundo o banco, ela vai ser responsável pelo gerenciamento de ativos digitais, como criptomoedas.

Mais uma empresa investindo em blockchain

A equipe envolvida mostrou estar bastante satisfeita com o produto e comentou que o Itaú Digital Assets é um resultado dos seus investimentos no setor desde 2015.

publicidade

O Itaú não é o único a se mostrar favorável ao mercado cripto. Recentemente o Nubank também liberou sua integração com as criptomoedas, uma aba voltada para compra e venda dos ativos digitais.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Voltando para o Itaú, o banco disse ainda que a ferramenta será a base para possíveis desenvolvimentos dos seus objetivos de longo prazo sobre criptoativos.

Banco vinha testando o Itaú Digital Assets internamente

A empresa testou o serviço apenas internamente, antes de liberar ele para o público. Nos testes era emitido um token baseado nos recebíveis antecipados, recurso financeiro que permite que empresas recebam valores antes do prazo previsto.

publicidade

O token foi emitido no início do mês e apenas alguns funcionários e clientes tiveram a oportunidade de adquirir uma porção dos R$360 mil em ativos. Após ver que o sistema funciona bem, o Itaú afirmou que ainda este ano seus clientes vão poder investir em tokens pela sua plataforma.

A Global Head da Itaú Digital Assets, Vanessa Fernandes, afirmou que, no futuro, a plataforma pode se voltar ao trabalho com criptomoedas, como Bitcoin e Ethereum, mas no momento seu foco está apenas em tokenizar ativos para dar mais opções de investimentos aos seus clientes.

Parceria com a Algarve Capital

Para colocar seu plano em ação, o Itaú fez uma parceria com a Algarve Capital, uma empresa especializada no ramo. A ideia é trabalhar, na maior parte, com recursos provenientes de casos judiciais.

O primeiro fundo deste tipo estará disponível ainda neste segundo semestre de 2022, quando serão oferecidos aos clientes do banco. No acordo feito entre as empresas, ainda foi estabelecido que o Itaú poderá fazer a aquisição de parte da Algarve no futuro.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar