Meta fará campanha gigantesca para emplacar WhatsApp nos EUA

 

publicidade
campanha para levantar Whatsapp
Imagem: Haberlernet/Flickr

O WhatsApp é um dos aplicativos de mensagens instantâneas mais usados no Brasil e no mundo. O app de mensagens instantâneas é líder disparado entre os aplicativos de mensagens no Brasil, mas não desfruta da mesma popularidade nos EUA – situação que o Facebook, a empresa controladora do WhatsApp que recentemente mudou de nome para Meta, pretende mudar.

Leia também: WhatsApp tranquiliza TSE sobre eleições; Telegram segue intransigente

publicidade

Os números de utilização do app entre os norte-americanos longe de ser algo para se ter orgulho: menos de 20% dos donos de smartphone utilizam o aplicativo. A maioria da população prefere o tradicional SMS. Para completar, metade da população do país possui iPhones e acaba utilizando o iMessage.

Campanha para levantar WhatsApp nos EUA tem foco em segurança

Ao que parece, a Meta iniciará um trabalho em larga escala de marketing para emplacar o mensageiro na terra do Tio Sam, focando na privacidade de ponta que o aplicativo proporciona.

Segundo o chefe de WhatsApp da Meta, Will Cathcart, o objetivo é fazer com que a população do país passe a adotar o mensageiro como aplicativo de mensagens instantâneas, destacando o quão o aplicativo é seguro em relação a outros métodos de mensagens de texto.

“O que estamos vendo nos EUA é que, especialmente nos últimos dois anos com a Covid, as pessoas estão fazendo muito mais de suas vidas online. […] Mas há uma lacuna real em quanto as pessoas estão usando serviços com criptografia de ponta a ponta nos EUA em comparação com qualquer outro lugar do mundo.”, disse ele ao The Verge

publicidade

Em um primeiro anúncio feito para a TV, eles comparam mensagens sem criptografia a um “estranho” abrindo seu correio físico. Outros anúncios, parecidos com esse, que focam na privacidade, irão ser divulgados por todo o país – tanto fisicamente, em outdoors, quanto online.

Leia também: Como ter dois WhatsApp no mesmo celular?

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar