Cabo USB-C será obrigatório na Europa e isso atinge diretamente a Apple

Legisladores europeus ficaram um bom tempo discutindo sobre a padronização do USB-C em toda a Europa, mas o golpe final contra a Apple é real. A resolução das discussões está próxima e possível determinação entrará em vigor a partir de 2024.

publicidade
Foto: Pixabay

Decisão em toda a Europa

Depois de várias reflexões, a União Europeia decidiu pela padronização e passou datas e condições específicas às empresas de smartphones e isso atinge diretamente a Apple, conhecida por vender o carregador e o aparelho celular separadamente.

Até o outono de 2024, no território que abarca a União Europeia, os consumidores deverão ter acesso a um único carregador que seja compatível com todos os seus dispositivos eletrônicos.

publicidade

A lista contempla smartphones, tablets, e-readers, fones de ouvido, câmeras digitais, vídeo games portáteis, auto-falantes, headseats e outros que usem o carregamento de bateria.

Apple é diretamente atingida

O carregamento do eletrônico deverá ter um suporte rápido, isso quer dizer que os fabricantes de smartphones devem garantir que os consumidores carreguem seus dispositivos na mesma velocidade.

Esbarrando novamente na Apple, muito conhecida por criar dispositivos com vidas úteis de baterias baixas, se comparadas com outras empresas que desenvolvem produtos similares.

Outra mudança que atinge a empresa da maçã, serão os próprios consumidores quem escolherão se compram o aparelho celular com ou sem o dispositivo de carregamento.

publicidade

Jeitinho brasileiro contra a Apple

No Brasil, a venda separada do cabo USB-c e do aparelho smartphone gerou grande agitação nos consumidores.

A Apple foi parar na justiça cível e perdeu uma ação feita por uma goiana que ganhou danos morais, o valor indenizatório de 5 mil reais por conta da venda separada dos elementos eletrônicos.

A nova legislação europeia aprovada na Comissão do Mercado Interno e Defesa do Consumidor pode abrir precedentes para este tipo conduta e criar uma legislação no Brasil também.

Padronização geral

Segundo a Comissão, o regulamento (Radio Equipment Directive, na tradução original) irá ajudar os consumidores a economizarem cerca de 250 milhões de euros por ano na compra de carregadores. Estima-se que os carregadores descartados chegam perto das 11.000 toneladas de lixo eletrônico por ano.

publicidade

O Parlamento europeu e o Conselho entraram de recesso de verão e precisarão aprovar formalmente a decisão após o retorno.

Depois da aprovação geral, a padronização deve ser aplicada completamente após 24 meses para aparelhos de pequeno porte e outros 40 meses para aparelhos maiores, como notebooks.

A proposta foi levada ao legislativo em setembro de 2021. As normas serão inválidas para produtos disponibilizados antes das datas estipuladas (a Lei não irá retroagir).

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

 

Veja mais ›
Fechar