Duas grandes marcas chinesas foram banidas de participar das rede 5G em grande país da américa

A tecnologia oferecida pela rede 5G promete aprimorar a experiência de conexão à internet. Cada vez mais novas empresas investem em uma navegação ágil e eficaz. Porém, duas grandes marcas foram proibidas de participar da rede 5G no Canadá.

publicidade
Duas grandes marcas foram proibidas de participar da rede 5G no Canadá
Duas grandes marcas foram proibidas de participar da rede 5G no Canadá. (Imagem: Pixabay)

Tratam-se das fabricantes chinesas, Huawei e ZTE, cujo banimento foi determinado por motivos de privacidade e segurança.

A informação foi confirmada pelo ministro da Indústria no Canadá, Francois-Philippe Champagne, que estabeleceu a saída de ambas as empresas do país. 

publicidade

Até 2024, a Huawei e a ZTE deverão remover do Canadá todos os equipamentos 5G. No que compete às antenas e outros dispositivos 4G, o prazo de retirada do país vai até 2027.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Destacando que, em ambos os casos, não será oferecido nenhum tipo de reembolso ou compensação. 

A decisão do Governo do Canadá segue uma política antiga se assemelhando à atitude adotada por países como os Estados Unidos da América (EUA), Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia, nos quais possuem restrições a fornecedores chineses.

publicidade

A alegação do país se relaciona ao fato de ainda não ter feito verificações completas e com o apoio de agências de segurança antes de decidir efetivamente.

Foi a pedido do governo norte-americano que o Canadá manteve o vínculo com a CFO da Huawei, Meng Wanzhou, durante quase três anos, até que um acordo permitisse a liberação da herdeira da companhia. 

Em comunicado, o Governo do Canadá alegou que, considerando a interconectividade e interdependência da rede 5G, a violação ou exploração nesse ambiente conseguiria causar um impacto significativo na segurança dos canadenses, junto à infraestrutura crítica, se comparadas às gerações anteriores de rede. 

É importante explicar que, os efeitos da proibição das empresas quanto a inserção da rede 5G no Canadá visa implantar uma nova estrutura de segurança de telecomunicações e de alterações na Lei de Telecomunicações do país. Neste sentido, os mesmos prazos reportados na proposta do governo permanecem sob consulta. 

publicidade

Efeitos da proibição do Canadá

As empresas afetadas pelas novas regras do Canadá, questionaram a decisão do governo. A ZTE disse que as motivações do banimento têm caráter especulativo e afirmou ter fornecido acesso às instalações de segurança cibernética para verificações. 

Enquanto isso, a Huawei indicou um potencial prejuízo à economia do Canadá, afirmando que o hardware e o software da companhia foram examinados rotineiramente por agências governamentais do país.

Por outro lado, o governo chinês, através do porta-voz do ministério das Relações Exteriores, se declarou contra à restrição e tomará todas as medidas cabíveis para proteger as empresas do país.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar