Elon Musk quer ganhar tempo: o empresário pede para “agendar” a batalha judicial contra Twitter

O bilionário Elon Musk entrou com um recurso na justiça dos Estados Unidos para adiar o julgamento de processo movido por Twitter em que ele será alvo.

publicidade
Identidade de gênero rompe laços legais com Elon Musk
Imagem: Wikimedia Commons

O dono da Tesla, Elon Musk, fez um pedido no dia 15 de julho para que a justiça norte-americana adie o julgamento contra o Twitter para o ano que vem, em resposta ao microblog que solicitou que o julgamento seja realizado em setembro.

A situação de Musk parece ser um: “devo sim, resolvemos quando der”. O documento judicial citado pela mídia dos EUA diz que os advogados do bilionário acusam o Conselho de Administração (CA) do Twitter de querer ir “rápido demais” com o assunto.

publicidade

O Conselho de Administração da plataforma apresentou uma queixa formal na última terça-feira (12), obrigando o magnata a fazer a compra imediata da empresa nos termos acordados inicialmente, ou seja, US$44 bilhões.

Para os executivos do Twitter, este processo de compra deve começar em setembro próximo, mas não é assim que os advogados de Musk entendem.

Há (desde que o bilionário anunciou querer comprar a rede social) uma certa instabilidade na oferta feita por Musk e o Conselho de Administração do Twitter quer evitar mais falatório e especulação.

Conforme o bilionário e seu time de advogados, o processo deve ser iniciado após o dia 13 de fevereiro, por conta da complexidade envolvida.

publicidade

Idas e vindas entre Musk e Twitter

Aparentemente, está novela ainda terá muitos e muitos capítulos. Desde que anunciou a compra do Twitter no final de abril, Elon Musk começou a apresentar algumas dificuldades para que a compra da empresa fosse efetuada.

O homem mais rico do mundo questionou a empresa sobre contas falsas e bots, mesmo com o Twitter alegando já ter enviado as informações necessárias sobre o assunto.

Na semana passada, o empresário anunciou unilateralmente que não iria continuar com a compra do Twitter, deixando o Conselho de Administração da empresa “cuspindo fogo”.

O time de advogados de Musk afirma haver uma “pilha de dados” a serem analisados para comprovar que há mais de 5% de contas falsas e bots, contrariando o Twitter.

publicidade

Agora, o Twitter não quer mais aguardar o tanto de manobras feitas Elon e está processando o bilionário para que a compra seja concluída.

Amanhã (19), haverá uma audiência preliminar sobre o assunto com um tribunal especializado em direito comercial.

Esperamos as cenas dos próximos capítulos.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar