É realmente de cair o queixo, Estrela morreu e depois voltou a vida

Quando se trata de universo e espaço, um dos fenômenos mais importantes e incrível é a supernova, o último estágio de uma estrela que geralmente se torna uma estrela de nêutrons, um buraco negro ou é simplesmente destruída por completo.

publicidade

supernova
Supernova 2012Z na NGC 1309 (Imagem: Reprodução / Wikimedia Commons [Nasa/ ESA])
Mas as supernovas têm diferentes classificações, e entre elas temos a Supernova termonuclear (também chamada supernovas do Tipo Ia), que representa a morte de uma estrela anã branca, astro do tamanho de um planeta como à Terra, mas que possui uma massa comparável com o Sol, ou pelo menos era a conclusão a qual os cientistas chegaram.

Estrela sobreviveu a uma supernova termonuclear

Durante suas observações do espaço, o Telescópio Espacial Hubble captou imagens da supernova termonuclear identificada como SN 2012Z, na Galáxia NGC 1309, mas os resultados finais foram no mínimo inesperados. 

publicidade

A equipe esperava se deparar com a morte da estrela, mas no final eles foram surpreendidos com a estrela, que não só permaneceu viva como ainda estava emitindo mais luz do que antes.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Estrelas são objetos massivos, mesmo as anãs brancas, e os fenômenos que acontecem com elas não são simples resultados do acaso.

O fato de uma estrela dessas ter sobrevivido a uma catástrofe, como pode ser chamado a supernova termonuclear, que deveria se encerrar na sua morte, põe em questão muito do que se tinha como verdade nos conhecimentos sobre os astros, e sobre o próprio universo e suas leis.

publicidade

Assim sendo, essas são informações super interessantes e nos mostram que ainda sabemos pouco sobre os mistérios que envolvem o universo.

Anãs brancas são um mistério

A verdade é que não se sabe muito sobre as pequenas gigantes do espaço. Elas foram, e são, essenciais para o nosso entendimento sobre o universo, mas até hoje não sabemos porque elas explodem e até teorias sobre sua morte se tornaram inconsistentes, como é o caso dessa supernova termonuclear.

A SN 2012Z foi um acontecimento particularmente estranho. Sua força era bem menor do que supernovas termonucleares comuns, o que fez com que cientistas a considerassem uma supernova fracassada. Suas atividades vêm sendo monitoradas desde a sua descoberta em 2012.

Em 2013, o Hubble começou a rastrear sua origem, na tentativa de identificar qual estrela havia explodido, como se pensava, e obter dados essenciais para a astronomia. Através de uma supernova é possível medir distâncias cósmicas, inclusive, elas foram um dos motivos pelo qual chegamos à conclusão de que o universo está se expandindo.

publicidade

Embora o artigo  publicado no The Astrophysical Journal só tenha ido a público em fevereiro de 2022, a estrela foi identificada em 2014, através da análise dos dados enviados pelo Hubble.

Agora, os pesquisadores estão quebrando a cabeça para tentar explicar o acontecimento, uma das teorias é a de que a estrela, através da explosão falha, tenha evoluído, aumentando seu tamanho e brilho ao se ligar a parte do material que deveria ter sido jogado longe pela força da supernova.

A expectativa é de que a estrela volte ao que era inicialmente, porém maior e com menos massa.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar