Ex-CEO traiu o conselho ao dar dica crucial para Elon Musk

O ex-CEO do Twitter, Jack Dorsey, é acusado de fornecer conselhos contra a sua ex-empresa e incentivar Elon Musk a forçar a venda total das ações do microblog. Membros do conselho entenderam essa atitude como uma punhalada pelas costas dada a todo o ambiente que antes era dirigido por Jack.

publicidade
Funcionário do Twitter contra Elon Musk (Imagem: Leandro Kovacs/Bitmagazine)
(Imagem: Leandro Kovacs/Bitmagazine)

Twitter afirma: a traição vem de onde menos se espera

A denúncia partiu de Jason Goldman, ex-membro do conselho do Twitter, em entrevista concedida a Bloomberg, disponível no YouTube

Jason foi membro do conselho por dez anos e, segundo o seu relato, acredita que Jack Dorsey encorajou Musk a comprar a empresa imediatamente, após a proposta recebida por Musk do Twitter, que o limitava apenas a se juntar ao conselho, sem novas aquisições.

publicidade

O acordo em questão já era conhecido, feito pelo presidente do Twitter Bret Taylor, e o CEO Parag Agrawal onde trariam Musk como diretor, mas em troca de sua aceitação por não comprar mais ações da empresa.

Na reunião seguinte, após supostas estratégias entre Jack e Elon e a presença de ambos, a postura do bilionário teria mudado completamente.

Musk pediu ao conselho do Twitter a convocação de uma reunião, durante a qual Dorsey “compartilhou sua opinião de que o Twitter seria capaz de se concentrar melhor na execução como uma empresa privada”, segundo Jason Goldman e confirmado por arquivos da SEC.

O ex-membro do conselho do Twitter não entendeu a postura de outra forma como uma clara traição a toda a organização:

publicidade

“Isso para mim é apenas uma clara traição ao conselho pelo fundador, enquanto eles tinham um acordo em mãos, buscando um impasse.”

Para Twitter, encenação de Elon Musk serve para reduzir o valor do acordo

O Twitter já declarou a intenção de fazer cumprir o acordo, apesar das dúvidas de Musk (a alegação de contas falsas e bots dominarem o microblog). Analistas acreditam que o dono da Tesla está procurando ganhar tempo de alguma maneira para renegociar o preço de compra.

Após todo o burburinho a indicação é de que o plano de Elon Musk e Jack Dorsey funcionou, pois, em pouco tempo, Musk desistiu do acordo anterior e anunciou estar montando uma aquisição hostil de US$ 44 bilhões.

O fundador aderiu à aquisição de Musk, dizendo que concorda com a visão do bilionário em permitir maior liberdade de expressão no microblog.

publicidade

O fundador do Twitter saiu formalmente do conselho de administração da empresa após o término de seu mandato. Dorsey indicou que deixaria o conselho em 2022 após sair do cargo de CEO em novembro do ano passado, mas antes preparou essa “granada” de Elon Musk para o Twitter.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar