Faturamento da Alphabet, dona do Google, é de cair o queixo

Hugo Cruz

7 de fevereiro de 2022

Foto: Divulgação

A Alphabet, empresa controladora do Google, acabou de divulgar seus números do quarto trimestre do ano passado, E, pelo que foi mostrado, as vendas do conglomerado cresceram cerca de 32% se comparadas com o mesmo período do ano anterior – batendo a marca de US$ 75,3 bilhões (R$ 396 bilhões) nos três últimos meses do ano anterior.

publicidade

Com esses números, a receita anual da Alphabet chegou no número absurdo de US$ 258 bilhões, ou R$1,37 trilhão (um recorde histórico). Segundo os analistas, a empresa atravessou a pandemia como se não houvesse efeitos negativos no mundo virtual. Além disso, parece que ela também não foi afetada pelos problemas na distribuição de suprimentos digitais – principalmente a falta de materiais para chips.

Leia também: YouTube Shorts ultrapassa marca de 5 trilhões de visualizações

Segundo Sundar Pichai, CEO da companhia, a empresa se adequou corretamente ao cenário global, o que fez com que o quarto trimestre tivesse “um forte crescimento contínuo” no negócio de publicidade, “que ajudou milhões de empresas a prosperarem e encontrarem novos clientes”.

publicidade

O diretor de negócios do Google, Philipp Schindler, disse em uma teleconferência para divulgação dos resultados financeiros que o sucesso do grupo se deu ao fato de os consumidores, durante o ano de 2021, terem “mergulhado” de cabeça nas pesquisas do buscador.

Os usuários passaram a utilizar a ferramenta para fazer de tudo: desde comprar roupas e itens de hobby, até procurar lugares onde era possível ir para lazer. Ao mesmo tempo, os anunciantes de varejo, finanças, entretenimento e viagens passaram a investir muito mais, aumentando seus orçamentos direcionados ao marketing digital.

Google bate recordes de faturamento com o passar dos anos

De acordo com análises, o Google foi a empresa que mais gerou receita com anúncios na internet, o que deve se manter nos próximos anos. Os números divulgados mostram que a empresa continua batendo recordes sucessos de faturamento com o passar dos anos.

Somente no último trimestre do último ano a empresa fez US$ 61,24 bilhões (R$ 324 bilhões) em receita com publicidade. No mesmo período, a Apple fez alterações de privacidade no iOS que geraram perdas de receita para o Facebook, Twitter, Snapchat e YouTube.

 

Alterações que permitem que os consumidores optem por não receber anúncios em aplicativos e algumas empresas concorrentes do Google chegaram até a sofrer a interrupção do serviço durante algumas semanas.

Leia também: Projeto de criptomoeda do Facebook é descontinuado; entenda motivos

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Jogos recomendados

Hugo Cruz
Escrito por

Hugo Cruz

Redator Profissional, Comunicador Social e especialista em Produção de Conteúdo Web. Formado em Letras - Inglês e Administração. CEO da Agência Digital Comunicalize.