Elon Musk vence e amplia área de atuação: Starlink fornecerá internet por sistemas inovadores

A Comissão Federal de Comunicações (FCC), dos Estados Unidos, concedeu na sexta-feira (1) a autorização a empresa SpaceX, de Elon Musk, para usar seu sistema de internet via satélite Starlink em veículos.

publicidade
FFC autoriza funcionamento de novo sistema da Starlink (Imagem: ANIRUDH on Unsplash)
FFC autoriza funcionamento de novo sistema da Starlink (Imagem: ANIRUDH on Unsplash)

A permissão inclui carros, caminhões, barcos e aeronaves. Isso significa muito para Starlink, possibilitando novos rumos para a empresa. O pedido foi realizado em março para a FFC, solicitando que os terminais Starlink da Earth Stations in Motion (ESIM) fossem usados ​​nos veículos em movimento.

Como o serviço será realizado para os clientes?

Segundo o The Verge, para ter acesso ao sistema e obter a cobertura de internet banda larga, os clientes precisarão comprar uma antena terrestre pessoal ou um terminal de usuário que permita a conexão com algum satélite Starlink em órbita.

publicidade

E não foi só o pedido de Elon Musk que foi aceito pela comissão, outras empresas de satélites, como a Kepler Communications, também tiveram sua solicitação atendida.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

O serviço permitirá que uma nova classe de terminais possam se conectar aos satélites de transmissão de banda larga, enquanto estão em movimento.

Nem tudo foi liberado pela comissão

A Dish Network saiu perdendo ao ter um pedido negado. Sua ideia era impedir que as empresas usassem a frequência 12GHz.

publicidade

A FFC (Comissão Federal de Comunicações – EUA) dará continuidade as análises e todas as medidas adotadas sobre a presença de dispositivos ESIM (agora liberados para veículos em movimento) na banda de 12 GHz.

Portanto, não isentará a Kepler, a SpaceX e outras companhias do segmento de seguirem as regras estabelecidas.

“Concordamos com a SpaceX e a Kepler que o interesse público se beneficiaria concedendo com condições seus pedidos. A autorização de uma nova classe de terminais para o sistema de satélite da SpaceX expandirá a gama de recursos de banda larga para atender às crescentes demandas dos usuários que agora exigem conectividade em movimento, seja dirigindo um RV pelo país, movendo um cargueiro da Europa para um porto dos EUA, ou durante um voo doméstico ou internacional.”

Promover a Starlink é a meta da SpaceX

O foco da empresa de Elon Musk e os planos da SpaceX são promover a Starlink com milhares de satélites em baixa órbita terrestre, oferecendo cobertura de banda larga acessível em qualquer ponto do planeta.

publicidade

A companhia possui mais de 2.400 satélites em órbita com mais de 400.000 usuários. O kit é encomendado pela Starlink por US$ 599, com uma taxa mensal de US$ 10.

Os testes começaram a ser feitos em outros países, mas o pleno funcionamento ainda se limita basicamente ao Canadá, EUA e Reino Unido, países e regiões da parte norte do mapa.

E o foco da SpaceX não são só os clientes residenciais, mas diversas companhias áreas estão dialogando com a companhia sobre o uso da internet.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar