Mark Zuckerberg promete inclusão de dinheiro virtual do metaverso, como isso afeta você?

O CEO do Meta, Mark Zuckerberg, anunciou uma série de atualizações no metaverso. A novidade consiste na inclusão de dinheiro virtual nos sistemas de pagamento de todas as plataformas ligadas à família Meta

publicidade
Como o metaverso de Mark Zuckerberg mudará nossa saúde mental para sempre
(Imagem: Freepik)

Medidas “para ontem”?

De imediato, serão poucas as novidades efetivas. Entretanto, elas servirão como uma amostra para o futuro. O anúncio foi feito através do portal britânico, The Sun, que evidenciou o entusiasmo de Zuckerberg às novas facetas da WEB 3.0.

As estratégias do metaverso têm ficado cada vez mais longe da simples publicidade do Facebook para um mundo imersivo repleto de produtos digitais para a compra. Este cenário se consolidou como a saída conturbada da funcionária de longa data do Meta, Sheryl Sandberg, após se apropriar (supostamente) de recursos em benefício próprio.

publicidade

“Estamos trabalhando em algo novo. Uma carteira para o metaverso que permite gerenciar com segurança sua identidade, o que você possui e como você paga. No futuro, haverá todos os tipos de itens digitais que você pode querer criar ou comprar, como roupas digitais, arte, vídeos, música, experiências, eventos virtuais e muito mais”, declarou Mark Zuckerberg. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A intenção de Mark Zuckerberg é que os usuários consigam transitar entre diferentes plataformas do metaverso com os produtos adquiridos através do Meta

Na ocasião, o CEO da empresa admitiu que a carteira de pagamentos da plataforma está estagnada no estágio inicial há tempos, revisitando várias incógnitas sobre como esse desafio tecnológico será colocado em prática, respeitando a ética. 

Segundo o The Verge, o Meta auxiliou na formação de um grupo de padrões com o propósito de estabelecer um protocolo básico do metaverso. Na oportunidade, a empresa renomeou o recurso de pagamentos de Facebook Pay para Meta Pay

publicidade

A estratégia visa “amarrar as pontas soltas” na remarcação da ferramenta que teve início em outubro de 2021. O Meta Pay funciona exatamente como o Facebook Pay, e pode ser acessado pelo Facebook, WhatsApp e Messenger

Investidas de Zuckerberg no metaverso

Há algum tempo, Mark Zuckerberg informou que o grupo poderá liberar a venda de itens virtuais no metaverso em breve. Se engana quem pensa que a decisão foi tomada por livre e espontânea vontade, pois, a intenção do CEO é se apropriar de aproximadamente 50% dos investimentos. 

É importante explicar que a capacidade de comercializar bens virtuais será liberada somente para uma parcela de criadores. Conforme o Meta, os compradores serão limitados a usuários dos Estados Unidos da América (EUA) e do Canadá que tenham, pelo menos, 18 anos. 

No entanto, os comerciantes do metaverso, responsáveis pelas vendas neste novo sistema, precisarão desembolsar boa parte dos lucros para a empresa. Um exemplo é a loja Meta’s Quest, que vende produtos para os fones de ouvido Oculus Quest e que cobra uma taxa de transação na margem de 30%.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar