Netflix toma decisão sobre esportes ao vivo e pode cometer grande erro

A Netflix finalmente tomou uma decisão sobre esportes ao vivo em sua plataforma de streaming e alega não ser o momento, mas no futuro não descarta a possibilidade.

publicidade
Netflix tem queda assustadora no número de assinantes
Netflix tem queda assustadora no número de assinantes no primeiro trimestre (Imagem: Pixabay)

Netflix pode estar totalmente enganada quanto aos esportes ao vivo

O que está sendo visto é um crescimento muito grande de diversas plataformas de streaming comprando jogos ou trechos de temporadas regulares de esportes para transmitir ao vivo. Mas, para a Netflix, parece não ser o momento.

O movimento tem tomado mais corpo nos EUA, onde concorrentes do streaming estão buscando transmissões esportivas ao vivo para ampliar e consolidar as audiências em suas plataformas.

publicidade

A Netflix pode não acreditar que seria uma boa estratégia agora, mas poderia dar um fôlego a mais para a empresa que anunciou resultados negativos no primeiro trimestre de 2022, conforme informações do TechCrunch.

A empresa divulgou as informações em evento para seus investidores através de um relatório que apresentava uma queda absoluta de 200.000 assinantes, com expectativas de números ainda maiores até o fim do ano. 

Segundo a Netflix, todos esses números estavam na sua margem de expectativa. Contudo, a robustez e expansão dos concorrentes podem dar um duro golpe na empresa logo ali na frente.

O diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, não visualiza a plataforma de streaming adotando uma estratégia de transmissão esportiva ao vivo como medida para ampliar seus assinantes. Por outro lado, o executivo não descarta totalmente a possibilidade, no futuro, mas outros fatores precisam ser analisados.

publicidade

“Não estou dizendo que nunca faríamos esportes, mas teríamos que ver um caminho de crescimento substancial do fluxo de receita e um grande fluxo de lucro com ele.”

A demora em se adaptar pode custar caro a Netflix no longo prazo

Em questão de longo prazo, podemos prever que o custo será muito maior para a Netflix caso o modelo emplaque. Mas, a verdade é que hoje comprar direitos de transmissão de competições esportivas, principalmente as norte-americanas, custa um valor muito alto. 

Mesmo com as alegações de que a queda do número de assinantes era esperada, a Netflix se encontra em uma posição que não pode arcar com investimentos tão altos sem a garantia de retorno, colocaria toda a estrutura da empresa em risco.

Outro complicador é a questão tecnológica: as estruturas necessárias para streaming ao vivo são muito complexas com uma baixa confiabilidade, dependendo de fatores que são externos a empresa como as conexões com satélites e o delay normal dessas modalidades.

publicidade

A concorrente Amazon, que anunciou recentemente as transmissões de jogos da NFL (liga dos EUA de futebol americano), nas quintas-feiras durante a temporada regular, tem um volume de capital muito maior do que a Netflix para investir (já que sua estrutura como empresa não depende somente do streaming). 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar