Nova lente de contato pode monitorar saúde do usuário

Um estudo recente mostrou que uma lente de contato pode monitorar a saúde do usuário. Este dispositivo, inclusive, já foi desenvolvido por cientistas chineses da Universidade Sun Yat-sem, em Guagzhou. 

publicidade
Nova lente de contato pode monitorar saúde do usuário
Nova lente de contato pode monitorar saúde do usuário. (Imagem: Pixabay)

A nova lente de contato foi desenvolvida com uma tecnologia capaz de medir a pressão intraocular e administrar medicamentos para glaucoma. Em um design compacto e flexível, sem utilizar nenhum fio ou bateria, pelo contrário, disponibiliza remédios ao usuário de acordo com a necessidade detectada.

Segundo o estudo publicado na revista Nature Communications, o módulo sem fio implementado na lente de contato, atua na identificação da pressão intraocular. Essa tecnologia realiza a tonometria por meio de um circuito de transferência de energia ultrassensível.

publicidade

A etapa seguinte consiste na entrega do medicamento através da câmara aquosa mediante um processo de campo elétrico denominado iontoforese. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Efeitos da lente de contato 

A tecnologia implementada na lente de contato, chamada de teranósticos, é famosa por fazer uma combinação terapêutica junto ao diagnóstico. Esse tipo de dispositivo tem o poder de monitorar condições específicas e aplicar um tratamento adequado. 

Desenvolvida por Cheng Yang, a lente de contato teranóstica foi testada em olhos de suínos e coelhos, tendo a capacidade de detectar alterações na pressão intraocular. No decorrer dos testes, o módulo de entrega do medicamento acionou a liberação do medicamento antiglaucoma. 

publicidade

O fármaco foi depositado na câmara anterior do olho através das barreiras da córnea e, todas as vezes que a pressão intraocular atingiu um alto nível de risco o medicamento foi liberado. 

De acordo com as explicações dos criadores, a lente de contato teranóstica sem fio consiste em uma ferramenta promissora para o tratamento da pressão intraocular. Ela é compatível com os processos de fabricação em larga escala já existentes. Por outro lado, outras pesquisas ainda são necessárias até que a plataforma seja capaz de seguir os testes clínicos em seres humanos.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar