O primeiro round da batalha entre Twitter e Elon Musk já tem data definida pelo tribunal

Elon Musk tem seu pedido de adiamento negado e terá que enfrentar o Twitter no tribunal em breve. Saiba um pouco mais sobre a decisão no post.

publicidade
Funcionário do Twitter contra Elon Musk (Imagem: Leandro Kovacs/Bitmagazine)
(Imagem: Leandro Kovacs/Bitmagazine)

Tribunal rejeita pedido de Elon: perdeu, playboy!

Dessa vez, o bilionário Elon Musk não conseguiu convencer a justiça norte-americana que ele precisa de mais tempo para travar sua batalha judicial contra o Twitter

Após tentar cancelar a compra da rede social, o Conselho Administrativo (CA) do Twitter entrou com uma ação contra Musk e teve sua primeira data de audiência marcada para outubro de 2022. 

publicidade

Ontem (19), houve uma primeira audiência de apenas 90 minutos para que o time de advogados do bilionário pudesse argumentar por quais razões queriam adiar a batalha judicial sobre a compra do Twitter

A decisão proferida pela juíza Kathaleen McCormick significa uma derrota para o empresário. Elon havia solicitado que o julgamento fosse só a partir de fevereiro de 2023.

Já o Twitter queria que o julgamento ocorresse em setembro. Mesmo que ambas as partes não tenham conseguido o que desejavam, esta data é pior para o empresário.

Durante a audiência de ontem, os advogados da rede social argumentaram que um julgamento rápido seria melhor para estancar os danos que o Twitter vem sofrendo pela incerteza do negócio. 

publicidade

Além disso, o pedido de adiamento de Elon Musk seria uma tentativa de reduzir o tempo para uma apelação, já que a data requerida seria no ano que vem, fazendo com que o negócio “desande”. 

Já da parte do bilionário, as alegações se basearam de que outubro ainda é uma data próxima para a análise dos documentos fornecidos pelo Twitter. Principalmente a análise sobre contas falsas da plataforma. 

Musk ainda reiterou a “falta de transparência” da rede social que, segundo ele, não sabe ao certo a quantidade de spams e robôs.

Após a argumentação do time de advogados do empresário, a juíza McCormick disse que este argumento é uma tentativa de má-fé para desistir do negócio e acrescentou achar uma situação de “remorso por parte do comprador”.

publicidade

Relembre o caso Twitter e Elon Musk

No dia 08 deste mês, a equipe de Musk enviou uma carta ao Twitter declinando da proposta de compra da rede social. A “justificativa” foi a questão das contas falsas e robôs que o empresário afirma serem de número duvidoso. 

Já no dia 12, apenas quatro dias após a carta, o Twitter entrou com ação alegando que Musk teria violado o acordo de compra da rede social – acordo esse sendo negociado em US$ 44 bilhões. 

O processo cita que o empresário fez um “espetáculo público”, mas que mudou de ideia quando viu que o acordo “não atende seus interesses pessoais”.

Com informação: The Verge.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar