O que se sabe até agora sobra a quarta dose da vacina da Pfizer

Albert Bourla, CEO da Pfizer, reconheceu a necessidade de uma 4° dose da vacina contra a Covid-19. Além disso, ele disse também que a empresa irá focar no desenvolvimento de um imunizante que deverá manter as pessoas protegidas por pelo menos um ano inteiro.

publicidade
4° dose da vacina contra a Covid-19
4° dose da vacina contra a Covid-19 é necessária (Imagem: ronstik por Pixabay )

As declarações de Bourla foram dadas em uma entrevista à CBS, emissora norte-americana, e ele deixou claro que o coronavírus não irá desaparecer nos próximos anos. Então, é melhor começar a trabalhar com essa certeza.

A quarta dose da vacina contra a Covid-19 é só mais uma medida a curto prazo

Segundo ele, a Ômicron seria um bom exemplo disso, uma variante da doença que conseguiu escapar da proteção imunológica que a vacina deveria dar.

publicidade

Além disso, o imunizante que temos hoje parece durar pouco, na visão de Bourla, tornando necessária uma dose de reforço periódica. Isso porque a 3° dose da vacina não fornece proteção permanente contra a Covid-19. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

As pessoas infectadas pela covid-19 não estão recebendo proteção imunológica duradoura. Se ficar doente este ano, pode adoecer novamente no ano que vem“, afirmou o CEO da Pfizer enquanto falava da evolução da Covid-19.

O executivo ainda complementou dizendo que iria enviar dados sobre a aplicação da quarta dose para a  agência reguladora de saúde dos Estados Unidos, a FDA (Food and Drug Administration).

publicidade

Estamos trabalhando para fazer não apenas uma vacina que proteja contra todas as variantes, incluindo a Ômicron, mas também algo que possa proteger por pelo menos um ano“, disse Albert à CBS.

Quando sai a nova vacina?

Essa nova vacina da Pfizer ainda não tem data para estar disponível. Tudo indica, seguindo o que o CEO da própria farmacêutica disse, aliado ao que outros laboratórios estão fazendo, que deve ser uma vacina de proteção mais duradoura do que as que temos até o momento.

Vale destacar aqui que em dezembro do ano passado, o CEO da Pfizer declarou em entrevista ao programa de televisão americano Squawk Box, da CNBC, que já havia alertado sobre uma possível 4° dose da vacina contra a Covid-19. Isso devido ao aumento considerável de casos na época e principalmente devido a Ômicron.

Entretanto, naquele período, o discurso de Bourla se voltava para países mais afetados, como a África do Sul, onde estava havendo aumentos absurdos nos números de casos e mortes. Já na entrevista mais recente, a preocupação do CEO parece estar voltada para o mundo como um todo.

publicidade

E você, em dia com as suas vacinas?

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar