Os 3 piores erros que você comete ao criar uma senha

Pequenos hábitos dos usuários podem ser sinônimo de senhas fracas e facilidade para os hackers invadirem os sistemas. Descubra os piores erros que você comete ao criar uma senha e tente evitá-los. Segurança digital também depende de vontade em ocultar informações.

publicidade
(Imagem: Joan Gamell/Unsplash)

Erros ao criar senhas facilitam a vida de cibercriminosos

Esse é um assunto já muito debatido em segurança de dados, mas o equilíbrio entre senhas difíceis para os criminosos e “fáceis” de lembrar é muito complicado. O advento dos gerenciadores de senhas até ajudou, mas pelo menos a senha principal deve ser complexa e de difícil identificação.

Especialistas em cibersegurança alertam que o problema é crescente, assim como a tecnologia ajuda trazendo benefícios a sociedade, ela também evolui para os criminosos em suas tentativas de executar fraudes e roubos virtuais. Segundo o Help Net Security, o especialista da Trustwave SpiderLabs, Gary De Mercurio, alerta sobre as senhas mais fáceis de serem hackeadas.

publicidade

Vamos constatar dicas simples que podem fazer toda a diferença ao criar uma senha segura.

1. Evite erros de usar de datas de qualquer tipo ao criar senhas

Não importa o quão especial o acontecimento seja para você, não utilize nenhum tipo de data em suas senhas, aniversários, datas de casamento, morte, nascimento dos filhos.

Esse dia pode até ser marcante para você, mas não é sua exclusividade, não sendo a única pessoa a ter acesso a esse número favorece as quebras por “força bruta” — softwares que testam milhões de combinações em segundos.

2. Nomes próprios, apelidos e localidades

A lógica é a mesma das datas, elas não são exclusivas à pessoa, exceto se o seu nome for “xpt0@n4rchy$”.

publicidade

Não utilize nenhuma referência que possa ser atribuída a uma segunda pessoa. Não estamos falando somente de nomes comuns como Maria ou José, até os mais estranhos e difíceis tem seus próprios pares.

A quebra de uma senha desse tipo acelera o processo para a quebra das seguintes.

3. Escolha um padrão de tempo para alterar sempre suas senhas 

Agora, já estamos falando de senhas mais complexas, que envolvem letras (maiúsculas e minúsculas), números, símbolos, etc. Apesar de serem mais complexas de determinar utilizando os softwares hackers, deixar a senha sempre igual resultará em fragilidade. 

As tentativas e erros da força bruta também resultam em bancos de dados e, ao longo do tempo, investindo sobre a mesma conta, os criminosos chegarão por eliminação das combinações possíveis até a sua senha.

publicidade

A troca temporal do código atrasa o trabalho dos criminosos, tendo que reiniciar a varredura, pois a sua nova senha pode representar uma que já foi descartada anteriormente. A vítima se torna muito pouco lucrativa devido ao esforço para se quebrar a senha — usuários comuns — e os criminosos acabam buscando novos alvos.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar