Professora conta como se livrou de golpe no WhatsApp

Uma professora gravou um vídeo para os seus seguidores no TikTok contando como conseguiu se livrar de um golpe no WhatsApp. Tudo começou quando cibercriminosos entraram em contato com ela através do aplicativo de mensagens se passando por agentes do banco do qual é cliente. 

publicidade
Professora conta como se livrou de golpe no WhatsApp
Professora conta como se livrou de golpe no WhatsApp. (Imagem: Pixabay)

Os criminosos alegaram a necessidade de atualização dos dados cadastrais para que ela continuasse “apta” a realizar transações financeiras, como transferências, saques, pagamentos online, etc. Logo no primeiro instante, a professora de inglês, Amanda Seimtz, de 26 anos, identificou o golpe. Por isso, pediu que eles ligassem para ela. 

A princípio, ela não acreditava que eles tivessem essa iniciativa. Por esta razão, ficou surpresa quando recebeu um telefonema do mesmo número que enviou a mensagem. Rapidamente, ela se controlou e manteve uma sensação de segurança para manter o contato. Ela contou ter dito o seguinte:

publicidade

“Desculpe, eu realmente não me sinto confortável em discutir esse tipo de informação detalhada com meu banco através do WhatsApp, então você poderia entrar em contato comigo pelas formas normais que você costuma entrar em contato comigo”, explicou. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Segundo Amanda, a desconfiança cessou por um breve momento durante a ligação, pois ela pensou que, se tratando de golpistas, eles não tentaria entrar em contato por ligação.

Mas, a breve confiança que começava a ser instaurada, foi por água abaixo com o pedido para clicar em um link enviado pelo WhatsApp para atualização dos dados. Foi naquele momento em que ela constatou que realmente se tratava de uma farsa.

O namorado de Amanda é um desenvolvedor de software que, ao analisar o link enviado durante a conversa pelo WhatsApp, constatou que se tratava de um endereço eletrônico falso. 

publicidade

Golpe no WhatsApp tem vingança

Indignado com a tentativa de fraude, o namorado da professora a ajudou a se vingar dos criminosos. Ela não sabe explicar ao certo as etapas que tornaram a concretização da vingança possível, mas conta que o parceiro enviou uma série de spams em meio a xingamentos para os golpistas. “Consegui minha pequena vingança”, completou. 

No geral, ela reforça a necessidade de se atentar a este tipo de contato, pois na maior parte dos casos se tratam de golpes. E estes golpes realmente são aplicados com facilidade, tendo em vista que, por vezes, são bastante realistas.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar