Sem tempo; Spotify terá audiobooks para leitores que não param

O Spotify moderniza e segue tendência crescente no mercado. O streaming de música passou a adotar a estratégia para “leitores sem tempo”,  adicionando uma biblioteca de audiobooks na plataforma.

publicidade
Foto: Pexels

Novo modelo de negócios

Agora, além das músicas variadas e os inúmeros podcasts, os usuários do Spotify também terão acesso a audiobooks. Boa notícia para quem gosta de escutar histórias e não tem muito tempo de ler, certo?

É esperado que a novidade se torne não só um lugar para encontrar audiobooks, mas também lançar novos produtos. Segundo o CEO do Spotify em nota divulgada, Daniel Ek, afirma que:

publicidade

“Acreditamos que os audiobooks, em todas os seus formatos, são uma oportunidade massiva. Assim como os podcasts, esperamos ‘jogar para ganhar’.”

NOTÍCIAS RELACIONADAS

O primeiro passo da plataforma foi a compra da Findway, empresa de audiobooks, no ano passado. A ação já demonstrou os novos passos para este mercado.

Findway e o mercado de audiobooks

Assim como a Anchor (plataforma de criação, produção e execução de podcasts), o Spotify comprou a Findway para que os usuários possam gravar, distribuir e monetizar seus próprios produtos.

Entretanto, o negócio com a Findway ainda está em andamento, tendo sido anunciado em novembro de 2021 e estar em observação no Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

publicidade

Ainda não se tem informações concretas de como o irá funcionar as bibliotecas digitais, porém, especula-se que terão algumas versões gratuitas. O anúncio já causa alvoroço no mercado de audiobooks e impacta a Audible, sendo a concorrente de propriedade da gigante Amazon.

O Spotify tem mais de 400 milhões de pessoas cadastradas, sendo 172 milhões como usuários Premium, conforme o relatório da empresa de 2021.

Como e quando irá começar a novidade no Spotify

A expectativa é que a biblioteca de audiobooks comece a ser implementada ainda este ano, mas os especialistas e a equipe do Spotify estão fazendo algumas pesquisas sobre o público.

Em nota, a própria empresa afirma que o mercado dos livros, que incluem impressos, e-books e audiobooks, chega na casa de 140 bilhões de dólares. Porém, os audiobooks tem apenas de 6% a 7% desta fatia.

publicidade

Daniel Ek reitera na nota que a empresa também teve desafios parecidos quando começaram a investir nos podcasts e que muitos foram contra a incorporação do formato ao que seria, até aquele momento, um aplicativo de músicas.

“Mas onde outros viram desafios, vimos uma oportunidade de transformar um negócio crescente em uma das verticais mais atraentes no cenário da mídia. E aplicamos a mesma fórmula vencedora que fizemos com a música.”

O desafio agora é dar escala e aproveitar a larga margem de usuários que o Spotify tem para criar um nicho de mercado na plataforma e bombar a nova empreitada dos livros digitais.

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar